O funcionário público ficou completamente nu na recepção do tribunal

Servidor do Detran protesta nu no Tribunal de Contas

homem nuJesseú Emerick, 53 anos, técnico de trânsito do Departamento de Trânsito do DF (Detran), fez um protesto inusitado na tarde desta quinta-feira (29/1) no Tribunal de Contas do DF (TCDF). O funcionário público ficou completamente nu na recepção do tribunal para reclamar que colegas não estariam cumprindo a carga horária determinada pela lei. “Governador Rollemberg, abra os olhos para o Detran. Esse departamento precisa ser moralizado”, disse ele.O servidor chegou na recepção durante a realização de uma entrevista coletiva sobre o julgamento da proposta do Governo do DF de parcelar salários. Mas o protesto não tinha nada a ver com isso. Mesmo com a presença de vários policiais militares, Jesseú não se conteve e foi tirando a roupa. Só depois da intervenção dos PMs foi que ele aceitou se vestir. Mas nem chegou a ser detido.

O homem contou que, desde 2011, alguns funcionários do Detran, mais privilegiados, estariam cumprindo apenas metade da carga horária obrigatória, enquanto os demais são obrigados a trabalhar as 40 horas. A reclamação teria sido formalizada junto ao Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT). Por esse motivo, Jesseú diz estar respondendo a dois Procedimentos Admininistrativo-Disciplinares (PADs).

“Estou sendo perseguido dentro do órgão. Dizem que sou um traidor, sendo que só quero que as pessoas trabalhem”, desabafou. Jesseú é trabalhador do órgão há cinco anos. O servidor do Detran disse, ainda, ter escolhido o momento de uma coletiva de imprensa para tirar a roupa, pois sabia que, assim, haveria jornalistas no local e a história repercutiria. “Só tirei a roupa, não agredi nem xinguei ninguém”, reclamou.

publicidade