Servidor em greve, denuncia gestão Panta por inchaço na folha da educação por lotação de outras secretarias

Após os servidores de Santa Rita avaliarem pela permanência da greve, nesta terça-feira (26) em assembleia no sindicato, além de decidirem por ato público para pedir apoio à Câmara Municipal, pelo qual foi acatada pelos vereadores e que a direção do movimento grevista tiveram acesso ao uso tribuna da Câmara para expor a situação dos servidores e na ocasião o servidor Gedeão Lima denunciou a gestão do prefeito Panta nega reajuste ao servidor pelo inchaço na folha de pagamento de educação municipal e não cumpre a lei do piso salarial recomendado pelo MEC devido a lotação de servidores de outras secretarias que chega a quase 80% da folha da educação sem ocupação na educação, denunciou.

O servidor chamou a atenção da Cãmara e disse ainda para o problema na secretaria de ducação de Santa Rita é muito grave e pede que os órgãos de fiscalização atuem para a gravidade do problema, mesmo com o aumento considerável dos recursos do Fundef e o orçamento da LOA para 2019, que estar inviabilizando a gestão conceder o aumento dos servidores e pediu providência urgente e pediu a presença do contador da prefeitura, secretária Edilene Santos, conselho fiscal de educação Jandilene, secretário de planejamento e finanças de Santa Rita, declarou o membro do conselho fiscal de educação Gedeon Silva.

Vários vereadores apartearam o servidor denunciante e visivelmente atentaram para gravidade e o teor do problema e na oportunidade a vereadora Vanda de Vasconcelos usando da prerrogativa da casa formalizou formalmente a convocação de requerimento verbal para discutir a situação do problema juntamente com a direção do sindicato que a três anos servidor de Santa Rita não tem reajuste, não recebe terço de férias e ainda teve redução de salários

Veja o vídeo em o servidor denuncia a gestão do prefeito Panta:

Lamartine do Vale