Servidores da educação de Santa Rita realizam assembleia geral para discutir situação do magistério com indicativo greve

Servidores da educação de Santa Rita-PB, se reúne nesta sexta-feira (6), às 09 horas, na sede do sindicato para discutir uma pauta extensa de reivindicações que além da gestão não cumprir com os reajustes e ainda persegue e retira direitos de quem trabalha e reduz salários de servidores do município. Na assembleia geral com os servidores da educação reivindicam o terço de férias, os reajustes não concedidos do magistério e de pessoal de apoio da educação, a isonomia dos professores que possuem nível superior, as retiradas de gratificações por meio do decreto do prefeito que congelou os direitos adquiridos como os professores que estão nas direções de escolas e às ações impetradas na justiça de inconstitucionalidade dos atos da gestão Panta com os ataques aos servidores em geral.

Conforme a sindicalista Lêda dos Santos afirmou também que a pauta se estende aos servidores do magistério que estão concluindo o tempo de contribuição e tempo de serviço que o Instituto de Previdência da prefeitura estão convidando os servidores e propondo redução nos salários da pessoas que ingressaram no serviço público de 1983 a 1988 com quase 50% do valor contribuído, além de avaliações de andamento das ações nos Ministérios Públicos e Federal contra a gestão Panta e sua inconstitucionalidade do decreto 32/2017, que feri o princípios da LDB que congela o PCCR que desmonta toda uma história que foi construída no serviço público de Santa Rita.

Contudo, a sindicalista afirmou que ao completar dez meses de gestão na assembleia desta sexta (6) com os servidores vai deliberar a situação dos novos procedimento como vai se comportar os servidores para as próximas mobilizações diante da gestão Panta que se nega receber servidor e contar direitos em Lei, além da discussão da ação do bloqueio dos 60% dos recursos do  FUNDEF que estão subjudice com as informações de seu andamento até como a mudança de nível que ele o prefeito Panta se nega a conceder pelo tempo de serviço ferindo o PCCR da educação, disse Lêda dos Santos.

A direção do sindicato dos servidores públicos municipal de Santa Rita-SINFESA, convida dos os servidores de todos os setores da educação para discutir os direitos e traçar metas para os próximos dias que prestes ao completar um de gestão Panta não concedeu nenhum tipo de benefício de nenhuma categoria da prefeitura de Santa Rita.

Compareça, Sindicato Forte é Sindicato Unido 

Lamartine do Vale