Servidores da educação e pessoal de apoio reivindicando 2/3 de férias e décimo terceiro que Reginaldo Pereira anunciou para o dia 17 e não cumpriu ano letivo inicia com greve. - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Servidores da educação e pessoal de apoio reivindicando 2/3 de férias e décimo terceiro que Reginaldo Pereira anunciou para o dia 17 e não cumpriu ano letivo inicia com greve.

lissandroEm mais uma assembleia realizada nesta quarta-feira (18), às 10hs, o Sindicato dos servidores Públicos de Santa Rita-SINFESA, em sua sede na R. Juarez Távora Sn, no centro, discutiu com o magistério e pessoal de apoio da secretaria da educação o não pagamento previsto dos 2/3 de férias e o décimo terceiro salário acordado em mesa de negociação e anunciado para o dia 17 e não cumprido pelo prefeito de Santa Rita Reginaldo Pereira.

A categoria avaliou a proposta não cumprida por parte do prefeito, os servidores apreensivos na assembleia decidiram por unanimidade que o ano letivo “não vai iniciar caso o prefeito não honre os compromissos com a categoria”. Segundo a direção do sindicato a parti de amanhã (19), vamos realizar visita às escolas solicitando aos professores que não baixem as notas nas cadernetas até que seja efetuado o pagamento como foi acordado com a categoria.

De acordo com o presidente do sindicato José Farias disse ainda que vai se reunir com os servidores em assembleia dois dias antes do início do ano letivo na pauta de discussão onde servidores exigiram para retornar a sala de aula é preciso que a prefeito Reginaldo Pereira cumpra todos os débitos com a categoria principalmente os retroativos da gestão passada como o pessoal de apoio.

Conforme o sindicalista o que ficou decidido em assembleia caso a prefeitura não honre com os compromissos que o prazo que era dia (17) expirou, a direção do Sinfesa vai ouvir ainda hoje o secretário de finanças Sebastião Feitosa, e os servidores estão exigindo o terço de férias de janeiro de 2014, haja vista, que muitos profissionais tiram férias nesse período e cobrando também por parte da prefeitura um cronograma financeiro com as datas base dos pagamentos, caso contrário os servidores vão iniciar o ano letivo com greve, disse José Farias.

Por fim, José Farias ressaltou que foi celebrado acordo e assinado um documento com  secretário de finanças Sebastião Feitosa, que seriam pagos dois terço de férias, décimo terceiro salário no dia (17) mais a folha de dezembro  no dia (27), a gestão começou o prometendo fazendo acordos e não cumprindo e 2014 a categoria já almeja uma já assembleia antes do início do ano letivo com indicativo de greve por não cumprirem os acordos com a direção do sindicato, lembrou o sindicalista.

Lamartine do Vale