Servidores da UFPB em greve devem radicalizar e fechar Reitoria - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Servidores da UFPB em greve devem radicalizar e fechar Reitoria

UFPB GREVEO Comando Local de Greve do SINTESPB pretende, nesta quarta-feira (28) pela manhã, através de ações de sensibilização e convencimento fechar a Reitoria da UFPB. A atividade de mobilização começa logo cedo, a partir das 06:00 horas, com uma café da manhã e ato público.

Um arrastão por vários setores do campus I da UFPB, na última segunda-feira, deu início ao calendário de luta desta semana dos servidores técnico-administrativos das universidades federais na Paraíba, que estão com suas atividades paralisadas há quase 70 dias, sem conseguir avanços nasnegociações com o Governo Federal.

Já nesta terça-feira e amanhã(quarta-feira), a intenção é radicalizar o movimento com ações de repercussão em setores estratégicos da UFPB. Hoje pela manha, foi realizado um ato público em frente ao portão de entrada do Centro de Tecnologia, com panfletagem. Nesta quarta-feira, será a vez da Reitoria, onde os grevistas estarão realizando uma atividade de mobilização de maior impacto.

Na quinta-feira, haverá uma assembleia geral, na sede do SINTESPB, pela manhã, para avaliar a repercussão do movimento. A semana se encerra com a reunião do CLG, na sexta-feira, para planejar a programação das próximas atividades.

A orientação do Comando Nacional de Greve da FASUBRA é que a partir da negativa do Governo em não apresentar proposta que atenda aos anseios da categoria o movimento paredista se intensifique com o desenvolvimento de ações que deem visibilidade à greve em todas as universidades do país e mostre o seu poder de força.

Segundo o CLG, o objetivo é chamar a atenção da população para a greve e denunciar a intransigência do Governo em não apresentar nenhum avanço na pauta de reivindicações, alegando falta de recursos financeiros.


Ascom