Sete acusados de matar líder das ‘Mães de Acari’ vão a júri popular

Prédio do Tribunal de Justiça – Divulgação / TJRJ

Vão a júri popular sete acusados de matar Edmea da Silva Euzébio, líder das ‘Mães de Acari’, que nunca encontraram 11 jovens sequestrados em 1990. A decisão é da 6ª Câmara Criminal. Ela e Sheila da Conceição foram mortas a tiros, em 1993. O mandante seria o coronel reformado da PM e ex-deputado estadual Emir Larangeira que comandava um grupo chamado ‘Cavalos Corredores’.

Edmea teria sido morta por ter conseguido novas informações sobre o paradeiro dos adolescentes, um deles seu filho, que foram capturados em um sítio em Magé, na Baixada.

O Dia