Sete pessoas são mortas na Paraíba; em um dos casos, o suspeito matou o melhor amigo - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Sete pessoas são mortas na Paraíba; em um dos casos, o suspeito matou o melhor amigo

1354213622902-violenciaPelo menos sete pessoas foram mortas em diferentes pontos da Paraíba, entre a sexta-feira (11) e a manhã deste sábado (12).

Dois corpos foram encontrados em diferentes pontos da Grande João Pessoa na manhã deste sábado (12). Segundo a Gerência de Medicina e Odontologia Legal (Gemol), o primeiro deles foi achado às margens do Rio do Cabelo, na Praia da Penha, litoral Sul da Capital. A Gemol diz ainda que o cadáver tinha marcas de tiros.

O segundo corpo foi encontrado na comunidade Porto do Moinho, em Bayuex, região metropolitana. As causas da morte ainda são investigadas.

Na Capital, um rapaz de 28 anos teve a casa invadida por bandidos, no bairro do Rangel, e sofreu cinco tiros. Ele ficou internado em estado grave durante a manhã de sexta-feira, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos e acabou falecendo por volta das 11h. Os responsáveis pelo homicídio ainda não foram presos.

Em Belém, a 123 km de João Pessoa, dois amigos podem ter discutido e um deles foi assassinado pelo outro, durante a tarde de sexta. De acordo com testemunhas, eles estavam numa pescaria e depois de algum tempo foram ouvidos gritos da vítima, que foi achada com uma facada na virilha. O responsável pelo homicídio não foi localizado. A polícia encontrou, no local do crime, uma garrafa de cachaça e trabalha com a hipótese de que houve consumo de álcool, o que pode ter contribuído para alguma discussão e pelo consequente homicídio.

Em Campina Grande, a 130 km de João Pessoa, um torcedor do Treze, que tinha 20 anos, foi encontrado morto na Rua do Sol, no bairro de Santa Rosa, Zona Sul da cidade, durante a noite dessa sexta (11). Segundo a polícia, ele não tinha ficha criminal nem envolvimento com drogas, mas pode ter sido vítima da rixa entre as torcidas do Galo e do Campinense. As autoridades ainda investigam para elucidar esse caso. Porém, se isso for comprovado, esse será o terceiro caso de homicídio registrado em Campina Grande devido à rivalidade entre torcedores.

Na mesma cidade, um rapaz de 20 anos foi achado morto no bairro de Santa Cruz, na Zona Sul, durante a madrugada deste sábado (12). A delegacia de homicídios ainda investiga para saber os motivos e os responsáveis pelo que pode ter sido um homicídio.

Um ex-presidiário de 22 anos foi morto em praça pública na cidade de Fagundes, a 120 km de João Pessoal. De acordo com a polícia, ele estava no Centro da cidade durante a noite dessa sexta (11), quando foi abordado por dois homens que chegaram em um carro e efetuaram os disparos. As autoridades informam que o homicídio pode ter sido por acerto de contas.