João Pessoa 25/04/2019

Início » Esporte » Sob vaias, São Paulo apenas empata com Talleres-ARG no Morumbi e é eliminado da Libertadores

Sob vaias, São Paulo apenas empata com Talleres-ARG no Morumbi e é eliminado da Libertadores

O São Paulo entrou em campo nesta quarta-feira para decidir sua sorte na Libertadores, mas acabou apenas empatando por 0 a 0 com a equipe do Talleres da Argentina  no Morumbi e foi eliminado da Libertadores da América, em jogo válido pela segunda fase preliminar do torneio, colocando pressão em cima do trabalho do técnico André Jardine. Agora o Talleres avança para enfrentar o Palestino do Chile em busca de uma vaga na fase de grupos da Libertadores.

 

Já o São Paulo volta suas atenções para o Campeonato Paulista, aonde a equipe tem pela frente o clássico contra o Corinthians, no próximo domingo, na Arena Corinthians. Ofensividade contra experiência Precisando vencer por pelo menos três gols para classificar direto, o São Paulo entrou em campo com um time ofensivo. No meio de campo Hernanes foi recuado para jogar de segundo volante ao lado de William Farias, com a intenção de dar maior qualidade na saída de bola. Pablo ficou com a armação de jogadas e municiava o ataque formado por Everon, Helinho e Diego Souza.

 

Pelo time argentino, a entrada do experiente Guiñazu mostrava que o time veio para jogar com inteligência e se aproveitar da boa vantagem obtida no primeiro jogo. Apesar da força ofensiva, o jogo começou com muito equilibrio e com as duas equipes criando oportunidades de abrir o placar e isso obrigou ao time do técnico André Jardine apostar na movimentação, principalmente na inversão de posição entre Pablo e Diego Souza.

 

Outra estratégia, era o uso da bola parada, aonde a equipe criou as principais chances que teve no primeiro tempo. O Talleres era forte no contra-ataque, principalmente nas subidas de Pochettino e Ramirez, que colocaram velocidade e fizeram com que o time brasileiro fosse ameaçado em diversas oportunidades. Em uma das chances, foi o próprio volante que finalizou, assustando Tiago Volpi em chute de longe. Apesar do perigo na defesa, foi do Tricolor a melhor chance do primeiro tempo. Diego Souza, dentro da área, recebeu cruzamento de Everton e cabeceou com muito perigo, mas pela linha de fundo.

 

Apesar da boa movimentação do jogo, as equipes foram para o intervalo com o placar de 0 a 0, o que fez com que o time saísse de campo vaiado pelo torcedor presente no Morumbi. Mesmo time, nova postura Restavam 45 minutos para fazer história e, mesmo sem mudar as peças em campo, o time do São Paulo mudou a postura e passou a propor o jogo desde o primeiro minuto. Logo na segunda jogada, Reinaldo cobrou lateral rápido para dentro da área, Pablo desviou de cabeça e a bola sobrou pra Helinho, que finalizou para boa defesa de Herrera.

 

Pablo passou a jogar dentro da área junto com Diego Souza e se tornou a principal arma ofensiva do time no segundo tempo.  O time não reagiu e, precisando do placar a todo custo, Jardine mexeu em dose dupla com as entradas de Nenê e Araruna nos lugares de Helinho e Bruno Peres. Vendo as chances do time acabarem conforme o tempo do jogo passava, a torcida perdeu a paciência e começou a pedir pelo técnico Muricy Ramalho e também passou a hostilizar o presidente Leco.

 

Sentindo a torcida adversária pressionando a equipe da casa, o Talleres cresceu no jogo e passou a dominar o jogo e, com muita inteligência, da mesma forma que fez no jogo de ida, passou a dominar as ações e a posse de bola na partida. Pochettino e Enzo Dias criaram boas chances O time não respondia em campo e sentia dificuldades em chegar ao gol de Herrera e, aos 35 minutos, viu a situação ficar pior quando Everton entrou de sola na cara de Enzo Dias. O atacante foi expulso diretamente e deixou o Tricolor com um jogador a menos. Mesmo assim, o time chegou a abrir o placar com Nenê depois de toque de Diego Souza.

A arbitragem anulou o gol alegando impedimento. o técnico Jardine foi pro tudo ou nada e colocou Anthony no lugar de William Farias, mas foi insuficiente e o time não conseguiu abrir o placar e, diante de 44.737 torcedores decepcionados, o time do São Paulo foi eliminado na segunda fase da Copa Libertadores.

O Gol