SP: juiz liberta dupla detida com 45 kg de maconha

SP: juiz liberta dupla detida com 45 kg de maconha

juiz liberta duplaUma decisão polêmica de um juiz libertou dois homens detidos em flagrante com 45 kg de maconha em São Paulo.

 

Em seu despacho, o magistrado Roberto Luiz Corcioli Filho alegou que os criminosos não foram apresentados ao juízo após a prisão.

 

Porém, o programa de custódia, que prevê audiência dos detidos com um juiz, só funciona em dias de semana, e na capital. Nas demais regiões do Estado e nos fins de semana, apenas a comunicação do crime segue para o Fórum.

 

Na análise do jurista Luis Flávio Gomes, a justificativa do magistrado para liberação dos bandidos vai na contramão da lei.

 

A Rádio Bandeirantes procurou o juiz Roberto Luiz Corcioli Filho, mas não conseguiu localizá-lo.

 

O caso

A dupla foi detida na última sexta-feira (1º) num supermercado de Taboão da Serra, na Grande São Paulo. O registro do flagrante foi para Itapecerica da Serra, que atende pelo plantão da cidade vizinha.

 

Menos de 24 horas depois das prisões, foram expedidos alvarás de soltura. Por conta dessa decisão, policiais e promotores ficaram inconformados.

 

Em investigação de combate a facções criminosas na favela de Paraisópolis, policiais do DEIC (Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado) identificaram o traficante da região.

 

Após monitoramento eletrônico e físico, os policiais presenciaram o suspeito transportando drogas para o suspeito de ser distribuidor de entorpecentes em Taboão da Serra.

 

Foto mostra o alvará de soltura
Rádio Bandeirantes

Série Novo Cangaço mostra quadrilhas que intimidam polícia em cidades pequenas

Reprodução