STF condena Geddel e Lúcio Vieira Lima por bunker de R$ 51 milhões

Ex-ministro é acusado de lavagem de dinheiro e associação criminosa- Foto: Sérgio Lima/Poder360

A 2ª Turma do STF (Supremo tribunal Federal) decidiu nesta 3ª feira (22.out.2019) condenar o ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB) e seu irmão Lúcio Vieira lima por crimes relacionados aos R$ 51 milhões encontrados em 1 apartamento em Salvador (BA), em 2017.

Os 5 ministros do colegiado (Edson Fachin, Celso de Mello, Cármen Lúcia, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski) concordaram com a condenação dos irmãos por crime de lavagem de dinheiro. Já quanto à acusação de associação criminosa, houve divergência por parte de Gilmar e Lewandowski. Ainda é necessário definir o tempo de pena.

Geddel –que está preso desde setembro de 2017–, Lúcio Vieira Lima e a mãe dos emedebistas, Marluce Vieira Lima, foram denunciado em dezembro de 2017, depois do início da operação Tesouro Perdido, que encontrou o ‘bunker‘ com caixas e malas de dinheiro na capital baiana.

Ao proferir seu voto, o revisor Celso de Mello, disse entender que os acusados ocultaram recursos no apartamento e investiram irregularmente cerca de R$ 12 milhões em uma construtora de imóveis de alto padrão na capital baiana.

Poder360