Destaque Suspeito de assassinar vereador é preso; crime teve motivação

Suspeito de assassinar vereador é preso; crime teve motivação

Foi preso, na manhã desta quinta-feira (27), um homem suspeito de envolvimento no assassinato do vereador Adelmo Teobaldo de Farias (PRP), morto no dia 8 de setembro deste ano, em Camalaú, município do Cariri paraibano, a 310 quilômetros de João Pessoa.

Ao Portal Correio, o delegado seccional da Polícia Civil em Monteiro, João Joaldo, informou que o suspeito foi preso no município pernambucano de Toritama, durante cumprimento de mandado de prisão.

Em depoimento, o suspeito confessou o crime e afirmou que o assassinato foi cometido por motivações políticas, já que o mandante do homicídio, já identificado pela polícia, possuía uma rixa com a vítima.

“O crime tem três suspeitos: o mandante, que está foragido, o suspeito de executar o assassinato, preso nesta quinta, e outro suspeito de praticar o homicídio, que segue foragido. Esperamos conseguir prender os foragidos em curto espaço de tempo”, afirmou o delegado.

Assassinato por encomenda

Além da motivação política, o crime teria sido encomendado porque o vereador estaria tentando solucionar dois assassinatos cometidos em Camalaú este ano, onde pai e filho foram mortos a mando do mesmo suspeito de encomendar o homicídio do vereador Adelmo Teobaldo.

Após prestar depoimento, o suspeito preso foi encaminhado para a Cadeia Pública de Monteiro.

Portal Correio