Suspeito de matar ex-esposa e esfaquear enteada de 13 anos no Sertão da PB se apresenta à polícia

Suspeito de matar ex-esposa e esfaquear enteada de 13 anos no Sertão da PB se apresenta à polícia

Juberlúcia Oliveira da Silva, de 30 anos, foi morta a facadas em Condado, PB; suspeito é o ex-companheiro — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Um homem de 39 anos apontado como principal suspeito de matar a ex-esposa e ainda esfaquear a enteada de 13 anos foi preso na noite desta quinta-feira (29), em Patos, no Sertão paraibano. Segundo a Polícia Civil, ele se apresentou com um advogado e confessou o crime.

A informação foi confirmada pelo delegado Manoel Martins Fernandes. Porém, quem ficou responsável por acompanhar o caso foi o delegado George Martins. O G1 tentou entrar em contato com ele, mas ligações não foram atendidas.

De acordo com o delegado George, o suspeito se apresentou ainda durante a tarde com um advogado e confessou que cometeu o crime. O delegado não quis entrar em detalhes sobre o depoimento em que o suspeito conta porque cometeu o crime.

O caso ocorreu na madrugada da última quarta-feira (28), na cidade de Condado, também no Sertão. De acordo com a investigação, o autor do crime arrombou a porta da casa e esfaqueou a mulher identificada como Juberlúcia de Oliveira e a filha dela, de 13 anos. A mulher morreu ainda no local, e a filha – que levou quatro facadas e teve os pulsos quebrados – foi internada em estado grave. Na casa ainda havia um menino de 5 anos, também filho da vítima, que viu tudo.

A Polícia Civil chegou ao nome do suspeito depois de encontrar o celular dele e documentos em um matagal próximo a casa. Segundo a Polícia Civil, na cena de crime foi possível ver o rastro de sangue do suspeito entre a casa e o matagal. Dentro da casa, o delegado que acompanhou a perícia no local do crime disse que a cena era macabra e que havia tanto sangue misturado que não era possível saber de quem ao certo era.

G1PB