A taxa de desemprego no país ficou em 4,8% em 2014, frente a 5,4% em 2013

Taxa de desemprego fica em 4,8% em 2014, a menor desde 2003

trabalho cai em 11 anosRIO – A taxa de desemprego no país ficou em 4,8% em 2014, frente a 5,4% em 2013, segundo dados divulgados nesta quinta-feira pelo IBGE. O percentual é o menor desde 2003. Em dezembro, essa taxa foi de 4,3%, ante 4,8% em novembro.

A média de projeção do mercado, segundo economistas consultados pela Bloomberg News, era de que a taxa ficasse em 4,7% em dezembro. As estimativas variavam entre 4,4% e 5,7%.

Na passagem entre outubro e novembro, a taxa de desemprego avançou 0,1 ponto percentual, mas a variação é considerada estável pelo IBGE. O movimento foi influenciado pela combinação de dois fatores: aumento da quantidade de pessoas procurando emprego e alta da população desocupada, o que significa que os que passaram a buscar trabalho não encontraram vagas.

SUBSTITUIÇÃO DA PME

A Pesquisa Mensal de Emprego (PME) será substituída pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) contínua — que reúne dados para todo o país e não apenas de seis regiões metropolitanas —, mas pelo menos até dezembro deste ano o IBGE vai seguir com as duas pesquisas ao mesmo tempo. Inicialmente, a PME seria feita apenas até 2014. A decisão de produzir indicadores mensais da Pnad contínua — e não apenas por trimestre — motivou a extensão da coleta dos dados. Assim, será possível ter uma base de comparação entre as duas pesquisas.

A principal diferença entre as duas pesquisas sobre o mercado de trabalho é a abrangência da pesquisa. A PME acompanha o mercado nas seis maiores regiões metropolitanas brasileiras. Já a Pnad Contínua dá um retrato mais amplo e levanta dados de 3.464 municípios.

O Globo