Teatro Santa Roza: obras iniciadas em 2012 estão paradas e restam o abandono e muito lixo

Teatro-Santa-Roza-01-28mai2016Em fevereiro de 2014, o governador Ricardo Coutinho fez divulgar em site oficial que estaria entregando as obras de reforma do Teatro Santa Roza. A previsão, segundo a reportagem, era de inaugurar tudo entre abril e maio daquele ano. Era um ano de eleição e o Governo precisava mostrar serviço. Anunciava, inicialmente, um investimento de R$ 732 mil que já saltou para cerca de R$ 3 milhões.

Mas, eis que a realidade se confronta com o discurso. Dois anos depois, quem passa pelo Santa Roza se depara com a realidade. E o mundo real revela obra parada, abandono e muito lixo. Um espetáculo mambembe para um teatro com 127 anos de história, o mais antigo da Paraíba e o quinto do Brasil. Esquecido tão logo passou o processo eleitoral.

As obras se arrastam desde 2012.

História – O teatro, tombado pelo Patrimônio Histórico do Estado, tem arquitetura estilo neoclássico com influência greco-romana. Suas estruturas utilizam pedras calcárias e os seus camarotes, bem como o revestimento interno, são de Pinho de Riga,  uma madeira nobre.

O Teatro foi inaugurado no dia 3 de novembro de 1889,  com a apresentação do drama “O Jesuíta ou O Ladrão de Honra”, de Henrique Peixoto.