‘Tenho vergonha de dizer que fui casado com Priscilla Pires’, diz empresário Bruno Andrade

‘Tenho vergonha de dizer que fui casado com Priscilla Pires’, diz empresário Bruno Andrade

casamento de ex bbbEm 28 de agosto, a coluna deu em primeira mão o divórcio da ex-BBB Priscilla Pires com o empresário Bruno Andrade. Na época, ela se fez de desentendida e disse desconhecer a história. Como sempre, a verdade aparece.

 

Recentemente, ela resolveu soltar os cachorros! Disse que perdeu dinheiro com o casório e disparou: “Quer conhecer bem seu marido? Separe-se dele!” Fomos, então, atrás de Bruno, que mora no Mato Grosso do Sul. A conversa com ele aconteceu na semana passada, mas só é publicada hoje a pedido do próprio Bruno.

Ele alegou ter receio de Priscila armar um barraco na inauguração de um novo restaurante da família, que aconteceu na noite de ontem. “Sabe qual é o meu medo, Leo? A Priscilla quer viver de mídia, ela conhece todo mundo do ‘Ego’. Aí, ela dá uma entrevista me arrebentando, falando um monte de merda… Eu tô fugindo do ‘Ego’. Você conhece a Priscilla, né, Léo? É cismada com essa porra de televisão e acha que um dia vai ser artista”, disse Bruno.

O casamento de Bruno e Priscilla foi marcado por barracos. Além de agredir o próprio marido, ela é acusada de bater na irmã de Bruno, e os pais do ex-marido da ex-BBB chegaram a mover uma ação na Justiça contra ela. O processo foi retirado a pedido de Bruno.

“Fiquei dois anos sem falar com meus pais por causa dela.” Casados em regime de separação total de bens, Priscila abriu uma ação contra o marido, pedindo R$ 500 mil. Ela alega que investiu dinheiro em uma loja que teve com ele e que acabou falindo. Até hoje, ainda existem dívidas deste empreendimento.

No processo de divórcio, de quase cem folhas, há de tudo um pouco: uma verdadeira lavação de roupa suja. Tem trechos de conversa com os pais de Bruno e muitos detalhes íntimos do casal. No fim, o juiz determinou uma pensão de R$ 3,5 mil para ela sustentar os dois filhos do casal. A Justiça determinou ainda visitas quinzenais de Bruno aos filhos.

“Eu cheguei em Campo Grande no dia 8 de agosto. No dia 9, a gente teve uma briga horrível na casa da tia dela, onde fui agredido até pela tia. No dia 10, já tinha advogado dela me ligando, pedindo uma pensão de R$ 5 mil.” Os motivos das brigas são os mais variados. Mas há uma coisa sempre presente: o combustível. “Quando ela bebe, perde as estribeiras”, sentencia Bruno.

Para manter o mesmo padrão de vida que vinha levando ao lado de Bruno, Priscila terá que trabalhar. Para o ex-marido, aí mora um problema. “Meu pai e minha mãe têm quase 70 anos e trabalham o dia inteiro, todos os dias. Priscilla tem 33 e não quer trabalhar. Não sei dizer por que ela não quer se sustentar! Ela diz que é vergonhoso.”

O saldo final do relacionamento de quatro anos entre Priscilla Pires e Bruno Andrade, definitivamente, não é dos mais felizes. “Eu tenho vergonha de dizer que fui casado com ela”, dispara o ex-marido.

O Dia