Terremoto no Equador mata 77 e deixa centenas de feridos

Terremoto no Equador mata 77 e deixa centenas de feridos

terremoto equadorTerremoto deixou centenas de feridos no EquadorREUTERS
Um violento terremoto atingiu o Equador neste sábado (16) à noite deixando pelo menos 77 mortos e centenas de feridos. De acordo com o Centro Americano de Geologia, o tremor, cujo epicentro está localizado na região costeira, a uma profundidade de 20 quilômetros, atingiu 7,8 na escala Ritcher e provocou mais de 55 réplicas.

O presidente Rafael Correa, que estava em visita oficial ao Vaticano, voltou mais cedo e decretou estado de emergência em todo o país. O chefe de Estado equatoriano também pediu aos 16 milhões de habitantes que “não cedessem ao pânico.”

De acordo com o vice-presidente Jorge Glas, o número de mortos deve subir nas próximas horas. O terremoto, disse, é o mais grave que já atingiu o Equador desde 1979. Neste ano, um tremor deixou 600 mortos e mais de 20 mil feridos.

Em pânico, população sai às ruas

O governo recomendou à população que se distanciasse do litoral, onde a maré alta deverá provocar altas ondas, mas o alerta ao tsunami foi retirado. Muitos habitantes, surpresos, foram para às ruas de Quito quando a terra começou a tremer. O epicentro do terremoto está localizado a 170 quilômetros da capital.

A catástrofe provocou diversos estragos em todo o o país e alguns vilarejos foram totalmente destruídos. É o caso da cidade de Pedernales, na província de Manabi.

Bairros da capital ficam sem eletricidade e telefone

As autoridades forneceram pouco detalhes sobre a situação em Guayaquil, cidade bastante frequantada por turistas que visitam a ilha de Galápagos. Muitos foram pegos de surpresa pelo tremor em seus hotéis, mas não foram registrados maiores estragos.

Vários bairros da capital ficaram sem eletricidade e telefone. A produção de petróleo não foi afetada pelo terremoto, mas a principal refinaria do país, situada na cidade de Esmeraldas, foi fechada por precaução.

Noticiário Francês