Thaciano brilha, Grêmio vence Athletico e se aproxima do meio da tabela

Thaciano brilha, Grêmio vence Athletico e se aproxima do meio da tabela

O goleiro Santos bem que tentou, mas Thaciano brilhou, com um gol e uma assistência, e o Grêmio, mesmo com reservas, conseguiu a vitória sobre o Athletico Paranaense, na Arena, por 2 a 1.  O Tricolor aproveita os três pontos para deixar a parte inferior da tabela do Brasileiro e, com 21, se aproxima do Furacão, que está em nono, com 22.

Gol-relâmpago A zaga paranaense cochilou feio no início de jogo e o Grêmio aproveitou. Thaciano recuperou bola em erro de passe defensivo de Léo Pereira e, com um toque, deixou Luan na cara do gol. O atacante tirou de Santos para abrir o placar.  O Athletico tentou responder ao gol com posse de bola, mas sofreu um pouco para conseguir chances de gol.

Os ataques só foram encaixar perto do intervalo.  Rony arriscou uma bomba e, por pouco, não acertou o alvo. Já Vitinho teve chance na área, mas Júlio César saiu bem e conseguiu fechar o gol. O goleiro tricolor apareceu bem também em forte chute de Márcio Azevedo.  O Rubro-Negro teve mais a bola no primeiro tempo, e chutou bem mais que o adversário.

Só que Júlio César acabou mantendo a vantagem gremista no placar.  O Tricolor só voltou a assustar nos acréscimos da primeira parte. Thaciano mandou chute forte e Santos, com boa defesa, evitou o segundo gol.  Santos tenta manter Athletico no jogo O Athletico seguiu criando na volta do intervalo e não demorou a chegar ao empate.

Cirino recebeu lançamento de Bruno Guimarães e cruzou para Rony deixar tudo igual.  Só que os gaúchos responderam logo na sequência, com Thaciano. O meia aproveitou cruzamento de Galhardo e tocou de cabeça para balançar as redes.  Diego Tardelli teve chance de ouro para matar o jogo depois do menino Patrick, pouco depois de ter entrado, ter sofrido pênalti.

O atacante, porém, parou no goleiro Santos.  Quem seguiu brilhando foi Patrick. Melhor homem da segunda parte, o garoto quase marcou de cabeça, mas Santos fez outra grande defesa. Santos evitou o terceiro gol tricolor, mas não evitou a derrota paranaense.

O Gol