“Time for Cardiff”: Dani Alves marca, Juve decide no 1º tempo e vai à final da Champions

Buffon voltou a levar um gol na Liga dos Campeões depois de 600 minutos, mas nada que tenha chegado a preocupar a torcida do Juventus nesta terça-feira. Depois de dar duas assistências na vitória por 2 a 0 no jogo de ida fora de casa, Daniel Alves fez o cruzamento que resultou em Mandzukic abrindo o placar e marcou um golaço para ampliar ainda na primeira etapa. Mbappé até descontou na segunda etapa e se tornou o jogador mais jovem a fazer um gol na semifinal da Liga dos Campeões, mas o 2 a 1 em Turim garantiu a Velha Senhora na final da Champions pela segunda vez nos últimos três anos.

 

A decisão da Liga dos Campeões será disputada no dia 3 de junho, um sábado, no Millennium Stadium, em Cardiff, no País de Gales. O outro finalista será decidido nesta quarta-feira, a partir de 15h45 (de Brasília), quando Atlético de Madrid e Real Madrid duelam no Vicente Calderón, com a vantagem merengue de ter vencido por 3 a 0 no Santiago Bernabéu.

Agora, as equipes voltam suas atenções para os campeonatos nacionais, com as duas podendo ser campeãs neste fim de semana. A Juventus enfrenta a Roma no domingo, às 15h45 (de Brasília), na capital da Itália, precisando de um empate para ser hexa do Italiano. No mesmo dia, às 16h (de Brasília), o Monaco recebe o Lille no estádio Louis II, e conquista o Francês com uma vitória.

O Monaco tentou adotar uma postura ofensiva nesta terça, mas acabou deixando espaço na defesa, e a Juventus aproveitou. Higuaín teve chance cara a cara aos 21, mas Glik salvou a cavadinha do argentino; Mandzukic parou em Subasic dois minutos depois; e Raggi travou Pjanic na sequência. A insistência surtiu efeito e, em um ataque rápido, Daniel Alves recebeu com espaço e cruzou para Mandzukic cabecear, o goleiro espalmou, mas o atacante croata chegou chutando no rebote para abrir o placar aos 32 minutos. O time italiano seguiu em cima, Higuaín e Dybala tiveram grandes oportunidades, e Dani Alves voltou a brilhar. Aos 44, Subasic afastou de soco, e o lateral brasileiro acertou belo chute de fora da área para fazer um golaço e ampliar para 2 a 0.

Com a vaga praticamente decidida, a Juventus diminuiu o ritmo, mas assustou aos 9 minutos com Cuadrado, travado por Jemerson na área. O Monaco, então, foi em busca de uma improvável reação. Buffon defendeu com o pé o chute cara a cara de Mbappé aos 21, mas, dois minutos depois, João Moutinho fez boa jogada pela linha de fundo e tocou para o atacante de 18 anos descontar. Daí para frente, poucas chances e algumas discussões, quase todas envolvendo o zagueiro Glik, que deu até um pisão em Higuaín. Nada que tenha atrapalhado a festa italiana.

Buffon afirma que não esperava jogar outra final de Liga, e exalta elenco da Juve: “Todos pensaram que a última vez (contra o Barcelona) fosse minha última final, e eu admito que pensei também. Isso mostra que se você trabalhar duro, seus sonhos se realizam”

Allegri se incomoda com gol e mostra confiança no título: “Estamos na final e temos que vencê-la. Tomara que esse seja o ano certo. Eu acho que temos boas chances de ganhar a Liga dos Campeões”.

G1.Globo