Tite acena com testes “pontuais” e não vê grupo fechado para Copa

Invicto nas Eliminatórias Sul-Americanas, Tite não planeja realizar grandes mudanças de peças para os jogos contra Bolívia e Chile, nos dias 5 e 10 de outubro, respectivamente. Segundo o treinador, os últimos dois compromissos válidos pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018 servirão para fazer testes “pontuais”.

“Modificações extraordinárias, não. Eventualmente, como fortalecimento de equipe, alguns ajustes. Algumas situações que possam ser pontuais, não transformações. Não que mexa na estrutura tática da equipe, mas sim uma preparação de uma equipe toda”, avisou, em entrevista coletiva, na sexta-feira, após divulgar a lista de convocados.

Assim, o treinador visa “consolidar a equipe, que ela consiga estar já classificada, mas mantenha o nível de desempenho e mentalmente muito forte. Que saiba lidar com as adversidades do jogo, que vão acontecer no Mundial. Não pode entrar com nível de concentração mais baixo, técnica e taticamente abaixo como aconteceu no primeiro tempo contra o Equador”, disse, antes de fazer um alerta.

“Essas decisões servem para ajustes táticos, técnicos e mentais. A preparação é contra a Bolívia, que nos últimos sete jogos tivemos quatro derrotas, empatamos um e vencemos dois lá. Ainda não estou pensando no Chile”, ressaltou.

Esta foi a sexta convocação de Tite nas Eliminatórias, sendo a que mais chamou atenção também. Foram várias novidades, alguns retornos de atletas e outros que ficaram de fora após figurarem nas últimas listas. Por isso, o treinador vê aberta a disputa por uma vaga na equipe para o Mundial da Rússia.

“Não é pelo fato de esses atletas estarem sendo convocados que estão assegurados na lista final, tampouco aqueles que não estão agora, estão alijados. É nossa função acompanhar o quanto cada um teve de desempenho dentro da Seleção. Não é questão de gosto, mas sim de quem produziu mais”, observou.

“Fico fomentando para que o atleta fique com perspectiva de arrebentar. Competir em alto nível te faz elevar. Não tenho (porcentagem de grupo fechado para a Copa do Mundo). Por isso essa importância de uma estrutura para acompanhar o atleta e o seu momento”, explicou.

Já classificado para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, o Brasil também tem garantido o primeiro lugar das Eliminatórias Sul-Americanas, com 37 pontos ganhos em 16 partidas. A Seleção encerra sua participação no torneio contra Bolívia, em La Paz, e Chile, no Palestra Itália, nos dias 5 e 10 de outubro, respectivamente.

Amistosos

Como forma de preparação para a Copa do Mundo, o Brasil deverá disputar dois amistosos em novembro, segundo Edu Gaspar, coordenador de seleções da CBF. O dirigente, contudo, não especificou os adversários. “Provavelmente teremos uma resposta na próxima semana”,

Gazeta Esportiva