TJPB rejeita tese de defesa e mantém afastamento de Dinaldinho da prefeitura de Patos

TJPB rejeita tese de defesa e mantém afastamento de Dinaldinho da prefeitura de Patos

O pleno do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) decidiu, em sessão realizada nesta quarta-feira (14), que o prefeito eleito de Patos, Dinaldinho Wanderley (PSDB) deve permanecer afastado do cargo.

O colegiado também rejeitou a tese da defesa de Dinaldinho que sustentava que quem deveria julgar o caso era o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB).

Dinaldinho amarga o afastamento da prefeitura de Patos desde o dia 14 de agosto de 2018, após a deflagração da Operação Cidade Luz, que investigou o envolvimento dele e de outras pessoas em um esquema de desvio de recursos públicos, nos anos de 2017 e 2018, em proveito próprio e alheio. Os outros réus deverão ser julgados pela Justiça de primeiro grau.

No último mês de março, uma medida cautelar com pedido de liminar foi apresentada por Dinaldinho no STF para que o Supremo revisse uma negativa do STJ sobre um Habeas Corpus. Ele queria que o STF suspendesse as cautelares impostas e consequentemente autorizasse o seu retorno ao cargo de prefeito, medida essa que também foi negada à época pelo Supremo.

Blog do Ninja