João Pessoa 22/03/2019

Início » Policial » Tragédia na BR-101: pastor perde pais e irmãos em capotamento

Tragédia na BR-101: pastor perde pais e irmãos em capotamento

Familiares voltavam de comemorações do ano novo na casa do pastor Guilherme Alves, da igreja evangélica A Ponte

acidente de trânsito ocorrido na noite dessa terça-feira (1º) no quilômetro 54,3 da BR-101, no bairro de Jardim Paulista, no Paulista, na Região Metropolitana do Recife (RMR), tirou a vida de quatro familiares e um motorista de aplicativo, que os transportava.

As vítimas fatais são Marcelo Ferreira Alves, de 62 anos; a esposa dele, Edna Severina Alves, de 58 anos; e o filho do casal Levy Ferreira Alves, de 20 anos, e o amigo da família e considerado também filho Douglas Alex de Lima Souza.  

Todos são familiares de Guilherme Alves, pastor de adolescentes da igreja evangélica A Ponte, localizada no Bairro do Recife, na área central da Capital. O condutor do veículo, George Ricardo de Oliveira Moura, de 32 anos, também faleceu.

Os quatro familiares, que moravam em Igarassu, na RMR, voltavam de comemorações do Ano-novo na casa de Guilherme, no bairro de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, com o motorista. Desolado, o pastor lamentou as mortes em uma publicação em seu perfil no Facebook. “Não tenho condições de responder nada por aqui nem atender telefone. Peço que respeitem o momento da família e orem por nós”, escreveu.

Pastor Guilherme Alves lamentou a morte de seus familiares em publicação em rede socialPastor Guilherme Alves lamentou a morte de seus familiares em publicação em rede social – Foto: Reprodução/Facebook

O pastor Guilherme Alves contou à reportagem da Folha de Pernambuco que alguns pertences da família foram furtados do local do acidente. Ele afirmou ainda que encontrou dificuldades para a liberação do corpo de Levy, uma vez que ele não foi adotado formalmente pela família. Além do pastor, o casal deixa uma filha, que mora fora do Brasil.

Segundo a avó de Douglas Severina de Lima, que recebeu a notícia na manhã desta quarta-feira (2), Levy passou a morar com essa família na adolescência. “Ele morava desde os 16 anos com essa família. Nós morávamos em Ribeirão (Mata Sul de Pernambuco) e passamos a morar em Igarassu. Logo que chegamos, ele fez amizade com essa família, que era calma”, explicou.

A família do motorista do veículo também só soube do falecimento na manhã desta quarta. No Instituto Médico Legal (IML), no bairro de Santo Amaro, no Centro Recife, para providenciar a liberação do corpo, um primo do motorista contou que foi dormir preocupado com George. “Ontem cheguei de viagem, tentei falar com ele desde seis da tarde e não atendia. Fui dormir às duas manhã preocupado”, falou Mário de Sá.  Ainda segundo o primo, George era topógrafo em uma empresa no Paulista e motorista do aplicativo havia cerca de três meses, para gerar renda extra. “Hoje de manhã minha mãe disse que foi um pessoal da empresa pegar ele [em casa] e não o localizou”, acrescentou.

Velório
Familiares das vítimas ainda aguardavam, no início da tarde desta quarta, a liberação dos corpos por parte do IML. Os velórios e enterros estão sendo organizados pelos familiares. Como Marcelo era servidor público, o velório dele, da esposa e do filho Levy está previsto para ser realizado na Câmara dos Vereadores do Paulista, a partir das 10h desta quinta-feira (3). O sepultamento será no Cemitério do Paulista, às 11h.

Os locais e horários do velório e enterro de Douglas Alex ainda não foram marcados. Uma tia biológica dele foi ao IML e lamentou a morte do sobrinho. “No ano passado, ele passou o final de ano na minha casa, mas este ano ele preferiu ir para Boa Viagem com a família. Fiquei sabendo da morte dele hoje pela manhã. Só vem na minha cabeça os momentos que passamos juntos, o final do ano passado. Douglas era um menino muito bom, cheio de esperança e muito adorado por todos”, conta Siégina Silva de Lima.

Já o motorista George Ricardo será velado às 09h30 no cemitério Parque das Flores, no bairro de Tejipió, na Zona Oeste do Recife, e sepultado às 11h.

O acidente
Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente aconteceu por volta das 19h20 dessa terça-feira (1º) depois que o condutor perdeu o controle do carro, invadiu o canteiro central da rodovia e caiu em um córrego de aproximadamente cinco metros de profundidade.

Duas ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram encaminhadas ao local do acidente, mas todos faleceram antes da chegada do socorro. Segundo peritos do Instituto de Criminalística (IC), a alta velocidade do carro pode ter causado o acidente.

Folha de Pernambuco