Transferência do criminoso ‘Marcola’ para Brasília revolta a população

Transferência do criminoso ‘Marcola’ para Brasília revolta a população

Além de Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola, integram o grupo Cláudio Barbará da Silva, Patrik Wellinton Salomão, e Pedro Luiz da Silva Moraes, o Chacal. Foto: Ed Alves/DA Press

A transferência do bandido nº 1 do País para o presídio federal de Brasília deixou a população apreensiva e o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), revoltado. Não é para menos. Condenado a mais de 330 anos de prisão, Marcos Camacho, o “Marcola”, é um perigo. Criminoso cruel, ele lidera a facção que controla presídios, ordena rebeliões e a execução de pessoas e toca o terror mandando incendiar ônibus e atacar prédios públicos, como tem acontecido em cidades no Ceará.

Marcola era o maior problema na Papuda, onde ficou algum tempo, segundo lembra o ex-titular da Vara de Execuções Penais do DF.

O juiz Ademar Silva Vasconcelos recorda a capacidade de Marcola de organizar grupos para promover rebeliões, em presídios. 

Cada transferência para presídios federais faz crescer o poder de lideranças da fação criminosa na hierarquia da organização.

Diário do Poder