Travesti é morto pelo namorado com golpe de Jiu Jtsu e corpo é encontrado em usina de cana - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Travesti é morto pelo namorado com golpe de Jiu Jtsu e corpo é encontrado em usina de cana

travestiA Polícia Civil de Marataízes, no Litoral Sul do Estado, encontrou na tarde desta quinta-feira (23), próximo a uma usina de beneficiamento de cana-de-açúcar, o corpo da travesti Michele Coelho de Morais, 39 anos, que estava desaparecida há cerca de 20 dias. O namorado da vítima, de 18 anos, confessou o crime.

De acordo com informações da Polícia Civil, Pablo do Rosário de Oliveira, 18 anos, matou a namorada, pois não queria manter relação sexual com Michele. Ele usou um golpe de jiu-jitsu para matá-la e jogou o corpo em um vinhoto de uma usina de cana-de-açúcar, em Itapemrim. Pablo confessou o crime após ter sido intimado a prestar depoimento.

Ainda de acordo com o suspeito, o carro da vítima foi levado para o Rio de Janeiro e lá, segundo ele,  foi roubado. A polícia está fazendo buscas para localizar o veículo. Pablo será autuado por latrocínio e vai ser encaminhado para o Centro de Detenção Provisória de Marataízes.

O caso

O faxineiro Juscelino Coelho de Morais, conhecido como Michele, desapareceu, segundo os familiares, no dia 6 de janeiro. De acordo com o delegado Sebastião Borges da Silva, de Alegre, Michele é um travesti muito conhecido na cidade, mas estava em Marataízes, no Litoral Sul, a trabalho.

O delegado contou também que quando os policiais foram até a residência do faxineiro, o local estava todo revirado e não havia sinal de arrombamento. Foram levados dois televisores, um notebook, computador de mesa e o carro da vítima, um Siena branco.

Gazeta Mercantil