Três PMs são presos por extorquir motoristas em blitz no Centro do Rio

Três PMs são presos por extorquir motoristas em blitz no Centro do Rio

Três policiais do 5º BPM (Praça da Harmonia) foram presos em flagrante por extorquir motoristas no Centro do Rio. As prisões aconteceram durante uma operação da Corregedoria da PM na Rua General Luis Mendes de Moraes, próximo à Rodoviária Novo Rio, onde acontecia uma blitz. Os investigadores passaram a tarde filmando a ação dos agentes, após receberem diversas denúncias de que os policiais responsáveis pela blitz estariam liberando motoristas sem documentação mediante pagamento de propina.

Nas imagens feitas pelos policiais, obtidas pelo EXTRA, é possível ver uma motorista separando o dinheiro que seria dado aos policiais. A mulher, após ser liberada pelos agentes mesmo sem carteira de habilitação e com o veículo — um Gol prata — em situação irregular, confessou à Corregedoria que pagou R$ 300 para os PMs.

O reboque usado na blitz
O reboque usado na blitz Foto: Reprodução

De acordo com a vítima, foi um dos PMs que afirmou a ela que o motorista do reboque seria um fiscal: “o policial militar respondeu que não poderia ajudar, pois não era somente ele que estava na operação, que também tinha um fiscal com ele e iria rebocar seu veículo; então o policial militar foi até o fiscal”. Em seguida, a motorista foi perguntar ao motorista do reboque, que se dizia fiscal, o que aconteceria com seu carro. “Olha, se seu carro for rebocado, você vai ter que pagar multas e taxas, e isso ficaria em torno de uns R$ 250 a R$ 300”, teria dito o homem.

Os R$ 300 foram apreendidos pelos agentes da Corregedoria. Foram presos pelo crime militar de concussão o sargento Hugo Guilherme de Carvalho, o cabo Leonardo de Oliveira Gama e o soldado Roberto Meirelles Pereira Filho. O motorista do reboque, identificado como Vanderlei da Silva Guimarães, foi levado à Central de Garantias, onde também foi preso em flagrante.

Extra