Três são mortos e três ficam feridos durante tiroteios em João Pessoa - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Três são mortos e três ficam feridos durante tiroteios em João Pessoa

revolver 00000Três pessoas foram assassinadas, duas delas adolescentes, e outras três ficaram feridas durante tiroteios registrados na madrugada deste sábado (31) em João Pessoa, segundo informações repassadas pela Delegacia de Homicídios da Região Metropolitana de João Pessoa. Os crimes ocorreram nos bairros de Mandacaru, Mangabeira e Colinas do Sul. Em um dos casos, uma criança de 11 anos foi ferida de raspão e encaminhada para o Hospital de Trauma de João Pessoa.

O primeiro caso foi registrado no bairro do Colinas do Sul. De acordo com a polícia, um adolescente de 17 anos e uma criança de 11 estavam sentadas na calçada de casa quando quatro pessoas se aproximaram e efetuaram vários disparos de arma de fogo contra eles. O adolescente morreu no local, mas a criança foi atingida com um tiro de raspão e encaminhada para o Hospital de Trauma, na capital, segundo a polícia. A motivação do crime, de acordo com a delegacia de Homicídios, pode ter diso o fato do adolescente ter sido avisado por pessoas envolvidas em crimes para não andar com uma certa pessoa.

No segundo caso, a polícia informou que dois homens estavam bebendo em um bar no bairro de Mandacaru e começaram a discutir com um agente penitenciário, nesse momento, o agente sacou uma arma e efetuou seis disparos contra os homens. Eles foram encaminhados para o Hospital de Trauma na capital, no entanto, um deles não resistiu aos ferimentos e faleceu. O suspeito de ter cometido o crime até o momento não foi encontrado.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, no terceiro caso da noite, uma adolescente de 14 anos foi assassinada por duas pessoas no bairro de Mangabeira. No momento do homícidio outra pessoa estava com ela, também foi baleada, mas segundo a polícia, mesmo baleada a vítima conseguiu fugir.

A equipe do G1 tentrou entrar em contato com a assessoria de imprensa do Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, mas até as 08h30, as ligações não foram atendidas.

 

g1.com