Trio de ataque funciona, e PSG vence mais uma; Bayern bate Celtic

O Paris Saint-Germain segue mais líder do que nunca no Grupo B da Liga dos Campeões. Nesta quarta-feira Neymar e companhia visitaram o Anderlecht, em partida que fechou o primeiro turno da fase de grupos da competição, e não decepcionaram seus torcedores. Apesar de um primeiro tempo morno, os parisienses voltara para a etapa complementar melhores e garantiram a goleada por 4 a 0, voltando para casa com mais três preciosos pontos na bagagem graças aos gols de Mbappé, Cavani, Neymar e Di Maria.

Após três vitórias em três jogos, o Paris Saint-Germain está cada vez mais próximo de selar sua classificação para as oitavas de final da Liga dos Campeões. Embora tenha de dividir o grupo com o todo poderoso Bayern de Munique, o time francês vem correspondendo a todo o investimento feito por Nasser Al-Khelaifi na última janela de transferências, quando desembolsou nada mais, nada menos que R$ 822 milhões para tirar Neymar do Barcelona.

O Paris Saint-Germain volta a entrar em ação pela Liga dos Campeões no próximo dia 31, quando novamente enfrenta o Anderlecht, desta vez no Parque dos Príncipes, em Paris.

Depois do baque inicial, o Anderlecht acordou e foi para cima dos visitantes na tentativa de igualar o confronto. Mais ligados, os belgas quase empataram no minuto seguinte, quando Kums aproveitou o rebote da entrada da área e bateu firme, porém, a bola passou à direita de Areola. Depois, aos 12 minutos, foi a vez de Onyekuru arrancar e ficar cara a cara com o goleiro parisiense, que mais uma vez salvou sua equipe ao fechar o ângulo do atacante.

Apenas aos 23 minutos o Paris Saint-Germain voltou a levar perigo à meta adversária. Na tentativa de driblar o goleiro, Mbappé foi desarmado, e a bola sobrou para Neymar, que bateu rasteiro, tirando tinta da trave direita do Anderlecht. Já no final da primeira etapa, aos 44 minutos, o PSG, enfim, ampliou. Depois de chute forte de Neymar, Mbappé aproveitou o rebote e tocou de cabeça para Cavani, que também de cabeça mandou a bola para o fundo do gol, deixando os visitantes mais confortáveis em Bruxelas.

po o Paris Saint-Germain dominou a partida. Mais consistentes na defesa, os visitantes neutralizaram as investidas rivais e levaram perigo diversas vezes ao goleiro Sels. Logo aos 12 minutos, após chute de Mbappé, a bola sobrou nos pés de Cavani dentro da área, que não titubeou e mandou para as redes, porém, o árbitro auxiliar marcou posição irregular do atacante uruguaio.

Já aos 20 minutos, em cobrança de falta, Neymar foi inteligente e bateu rasteiro, por baixo da barreira, que pulou e permitiu que o arremate surpreendesse o goleiro, que nada pôde fazer senão apenas acompanhar com os olhos a bola entrando no gol. Foi o terceiro gol do brasileiro em três jogos pela Liga dos Campeões na atual temporada.

Nos minutos finais, o Anderlecht ainda tentou ao menos marcar seu gol de honra. Em cruzamento da direita, Henni cabeceou firme, forçando mais uma boa defesa de Areola. No rebote, Henry Onyekuru explodiu a bola no travessão. Já pelo lado do PSG, Di Maria não seguiu o exemplo dos rivais e, em jogada de contra-ataque, saiu cara a cara com o goleiro e tocou por cima para transformar a vitória em goleada aos 43 minutos, fechando os trabalhos na Bélgica.

Bayern de Munique venceu na reestreia de Jupp Heynckes na Liga dos Campeões à frente do time bávaro (Foto: Christof STACHE/AFP)

Bayern de Munique – Outro grande clube integrante do Grupo B da Liga dos Campeões que entrou em campo nesta quarta-feira foi o Bayern de Munique. Recebendo o Celtic, a equipe bávara tratou de confirmar seu favoritismo e afastar qualquer possibilidade de fracasso no torneio continental ao conquistar uma contundente vitória na Alemanha por 3 a 0, gols de Muller, Kimmich e Hummels.

O duelo foi especial pelo retorno do técnico Jupp Heynckes à Liga dos Campeões na beira do campo. De volta ao Bayern de Munique depois de anunciar sua aposentadoria em 2013, quando o time alemão não só faturou o título continental, mas também a tríplice coroa, o treinador parece, aos poucos, estar recuperando o bom futebol que Carlo Ancelotti não conseguiu fazer seus jogadores reproduzirem dentro das quatro linhas.

Na segunda colocação do Grupo B com seis pontos, o Bayern de Munique volta a entrar em ação pela Liga dos Campeões também no próximo dia 31, novamente contra o Celtic, desta vez na Escócia.