Trócolli acusa gestão Luciano Cartaxo de receber e não repassar verba a agentes de saúde de João Pessoa

O deputado Trócolli Júnior (Pros) denunciou, nesta terça-feira (26), a retirada de direitos e a desvalorização dos agentes de saúde de João Pessoa pela Prefeitura da Capital. De acordo com o deputado, o governo federal encaminha recursos para os profissionais, mas não são repassados. O parlamentar explicou que existem três repasses do governo federal que não estão chegando no salário dos agentes de saúde de João Pessoa, embora repassados à Prefeitura de João Pessoa. Além disso, os agentes reclamam da falta de condições de trabalho.

“No atual governo do prefeito Luciano Cartaxo, os agentes de saúde não receberam fardamento, estão há quatro meses sem protetor solar e não têm sequer uma bolsa para trabalhar”, disse o deputado, que recebeu uma comissão dos agentes de saúde nesta terça-feira. A categoria afirma que há cinco anos está com o salário congelado e na próxima semana devem paralisar as atividades.

Trócolli Junior lembrou que os agentes recebem um salário de R$ 1.200, bruto, em João Pessoa, quando em Sousa recebem R$ 2.153 e em Santa Rita, R$ 1.980. “Não é possível um município de Sousa, que é infinitamente mais pobre do que o município de João Pessoa, pagar quase o dobro do salário que se paga a um agente de saúde em João Pessoa”, disse.

Ele fez um apelo ao prefeito Luciano Cartaxo (PSD) e ao secretário de Saúde, Adalberto Fulgêncio, para que as autoridades recebam a categoria e negociem melhorias para os agentes de saúde. “Se esses profissionais pararem vai ser um grande prejuízo para todo o município”, disse

PB Agora