Trump fala em ‘simplesmente revogar’ Obamacare após revés

Carlos Barria/Reuters Com perda de apoio, projeto não tem possibilidade de obter aprovação

Com o fracasso iminente da atual versão do chamado “Trumpcare”, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sugeriu aos republicanos que “simplesmente revoguem” o Obamacare e iniciem uma “nova reforma” da saúde.

Em novo revés para Trump, dois senadores do Partido Republicano anunciaram nesta segunda-feira (17) que não apoiarão a proposta de lei para substituir o sistema de saúde criado pelo ex-presidente dos EUA Barack Obama.

Com a perda do apoio de Mike Lee e Jerry Moran, o projeto não tem possibilidade de obter aprovação, já que o governo passa a ter 48 votos no Senado, ficando abaixo dos 50 necessários.”Nós fomos decepcionados por todos os democratas e alguns republicanos”, escreveu Trump em sua conta do Twitter.

Apesar da perda de apoio em seu próprio partido, o presidente dos EUA disse que a maioria dos republicanos foi “leal e trabalhou muito”.

De acordo com Trump, o Obamacare deve ser revogado mesmo sem a aprovação de um programa de saúde que o substitua.

“Os republicanos devem simplesmente revogar o falido Obamacare e agora trabalhar em uma nova reforma da saúde”, escreveu Trump em sua conta do Twitter. “Nós vamos voltar!”

Segundo Trump, os democratas se uniriam a tais esforços, ainda que eles tenham se recusado participar da revogação do Obamacare.

DIVISÃO

Os democratas estão unidos contra o “Trumpcare”, enquanto os republicanos -que controlam 52 das 100 cadeiras do Senado- estão divididos. Na semana passada, os senadores republicanos Susan Collins e Rand Paul já haviam se declarado contrários ao projeto, o que não dava margem ao Partido Republicano para novas deserções.

Além dos quatro republicanos que se opõem ao projeto, outros ainda estão indecisos.

A votação no Senado estava prevista para ocorrer nesta semana, mas havia sido adiada pelo líder da maioria republicana no Senado, Mitch McConnell. Com a nova debandada, McConnell pode fazer alterações no projeto para atrair outros congressistas.

“Lamentavelmente parece agora que o esforço para repelir e substituir imediatamente o fracasso do Obamacare não será bem sucedido”, disse McConnell em comunicado.

Foi a mais recente de uma série de reveses para os republicanos sobre a reforma da saúde, apesar de seu controle em ambas as casas do Congresso e da Casa Branca.

Esta é a segunda proposta que os republicanos levam ao Senado. Em junho, McConnell teve de cancelar a votação por falta de apoio. Com informações da Folhapress.

Vídeo: Trump ameaça Venezuela (Via AFP)