Tucano lamenta ataques ao Judiciário e diz que Durval “protegeu Legislativo”

Marcos-ViníciusO vereador pessoense, Marcos Vinícius (PSDB), lamentou nesta quarta-feira (25) os ataques do vereador oposicionista, Renato Martins (PSB), contra o Poder Judiciário, na pessoa do presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJ/PB), desembargador Marcos Cavalcanti, que suspendeu liminar do juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública, Marcos Salles, que determinava a instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar supostas irregularidades nas obras de revitalização do Parque Solon de Lucena.

Em entrevista a emissoras de rádio locais, Renato disse textualmente que a decisão de Cavalcanti era “amiga da corrupção”.

“Não acho que estes ataques sejam adequados ao Estado Democrático de Direito”. E completou: “Devemos sempre destacar a harmonia e independência entre os Poderes e é exatamente isto que a decisão garante”, avaliou o tucano.

Marcos ressaltou ainda que ao ingressar com recurso junto ao TJ/PB, o presidente da Câmara da capital, vereador Durval Ferreira, preservou a independência do Legislativo que desde o início identificou ausência de requisitos constitucionais e regimentais para instaurar a CPI, “pois não foi indicado o prazo de funcionamento e também não foi indicado o número de membros que deveriam integrar a Comissão”. “O presidente, Durval Ferreira, mais uma vez mostrou firmeza na defesa do Legislativo que não pode ser usado como palanque por quem quer que seja”, disse Marcos Vinícius.

Sobre a obra da Lagoa do Parque Solon de Lucena, Marcos defendeu a idoneidade da gestão do prefeito Luciano Cartaxo e lembrou que João Pessoa já foi eleita, nesta gestão, a capital mais transparente do Brasil, conforme  o Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc), em parceria com o Grupo de Pesquisa em Políticas Públicas para o Acesso à Informação da Universidade de São Paulo (Gpopai-USP). Que afirmou que a capital da Paraíba está em primeiro lugar entre as capitais mais transparentes do País, ao lado de Rio de Janeiro (RJ) e São Luís (MA). “Esta é uma gestão que não tem medo de investigação e que não vive sob o véu da corrupção, onde escândalos como o do caso Cuiá e do Jampa Digital escandalizaram todo Brasil”.

Blog do Gordinho