UEPB estabelece parceira com comitê técnico de mobilidade urbana de CG - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

UEPB estabelece parceira com comitê técnico de mobilidade urbana de CG

O reitor da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), professor Rangel Junior, se reuniu na tarde desta segunda-feira (5), no universidade estadualGabinete da Reitoria, em Bodocongó, com membros do comitê técnico de mobilidade urbana de Campina Grande, com os quais estabeleceu parceria para a realização do 2º Seminário Cidade Expressa.

O encontro que terá como proposta debater questões e elaborar projetos acerca da melhoria do trânsito na cidade será realizado no próximo dia 6 de junho, das 8h às 17h, no Teatro da Facisa.

Durante a reunião, o reitor Rangel Junior destacou a importância da discussão sobre o assunto e apontou como a Universidade poderá dar sua parcela de contribuição ao evento.

Segundo ele, não apenas com professores, pesquisadores e alunos a Instituição deverá participar do debate. Também serão desenvolvidas atividades junto à Editora da UEPB na preparação de material gráfico, bem como a produção de um e-book com o resultado dos debates realizados sobre o tema no ano passado.

“Estamos passando por um momento de dificuldade financeira, mas iremos unir forças para que o livro eletrônico seja lançado e disponibilizado de forma gratuita para todos, através do trabalho feito pela EDUEPB. Teremos professores engajados nessas discussões, que são muito importantes para o desenvolvimento da cidade, e certamente a mobilização dos nossos alunos”, apontou o reitor.

Membro do comitê técnico de mobilidade urbana de Campina Grande, Anchieta Bernardino ressaltou a importância de mais uma participação da UEPB no evento, uma vez que muitos projetos têm início de discussões a partir da vida acadêmica. Segundo ele, a intervenção na mobilidade urbana em Campina é um tema que precisa estar em constante discussão para que os problemas acerca desse ponto possam ser solucionados.

“Temos que buscar alternativas para o problema da mobilidade urbana em Campina Grande e é justamente com parcerias como a que temos com a UEPB que essas soluções tornam-se possíveis de ser encontradas. A partir das discussões que são feitas nas universidades podemos produzir projetos estruturantes que solucionem esses problemas”, destacou Anchieta Bernardino.

Fonte: Da Redação com Ascom