Não sou um viciado em cocaína, nem mesmo um usuário frequente.

UFC: Jon Jones admite uso de cocaína. ‘Fiz besteira, não sou viciado’

jon jones cocainaJon Jones, durante luta contra Daniel Cormier no UFC 182 (Steve Marcus/Getty Images)

“Não sou um viciado em cocaína, nem mesmo um usuário frequente. Eu só tomei uma decisão realmente estúpida e fui pego desprevenido por toda essa situação”

O lutador americano Jon Jones falou pela primeira vez sobre seu caso de doping desde que foi flagrado em um teste surpresa pelo uso de cocaína. O campeão dos meio-pesados do UFC admitiu ter consumido a droga um mês antes de sua vitória sobre Daniel Cormier no UFC 182. “Definitivamente não tenho uma desculpa. Eu não estou aqui para dar desculpas sobre o que aconteceu. Fiz isso e não vou culpar amigos, ou a pressão, ou o stress. Fiz besteira. Não posso chamar de erro porque fiz conscientemente”, afirmou Jones ao canal Fox Sports dos Estados Unidos. Ele foi multado em 25.000 dólares (cerca de 65.000 reais) por violar a política do Código de Conduta do UFC.

Jones contou que usou cocaína em uma festa e que sabia que teria problemas quando teve de realizar um teste surpresa em 4 de dezembro. “Foi um dia de muita tensão. Sabia que tinha feito algo errado e que o teste mostraria isso. Eu sabia que o teste daria positivo, e sabia que não havia nada a fazer.” Como o exame foi fora do período de competições, ele foi autorizado a competir na luta principal do UFC 182, na qual venceu Cormier por decisão unânime.

Após a divulgação do doping, Jones deu entrada em uma clínica de reabilitação, onde ficou por apenas um dia. O lutador de 27 anos contou que conversou com três médicos, que o enviaram a um programa ambulatorial e solicitaram a realização de testes antidoping semanais. “Não sou um viciado em cocaína, nem mesmo um usuário frequente. Eu só tomei uma decisão realmente estúpida e fui pego desprevenido por toda essa situação”. Por fim, Jones lamentou o ocorrido e mandou um recado aos torcedor.

 

Veja