João Pessoa 14/12/2018

Início » Notícias » Urnas eletrônicas são violadas e suspeito é preso em flagrante, em Campina Grande

Urnas eletrônicas são violadas e suspeito é preso em flagrante, em Campina Grande

Urnas foram substituídas e serão periciadas pela Polícia Federal; caso aconteceu em colégio.

Polícia Militar foi ao colégio e levou o suspeito para a delegacia da Polícia Federal, em Campina Grande — Foto: TV Paraíba/Reprodução

Ao todo, três urnas eletrônicas que seriam utilizadas no 2º turno das Eleições 2018 foram substituídas após serem violadas neste sábado (27), em um colégio em Campina Grande, conforme o juiz responsável pela 16ª Zona Eleitoral, Valério Porto.

De acordo com o juiz, as urnas foram violadas por um jovem que entrou no local, no entanto, a forma como ele fez isso ainda está sendo investigada pela Polícia Federal, assim como a suspeita de que ele seria aluno do colégio.

O magistrado explicou que as urnas foram recolhidas e levadas para a Polícia Federal, para passarem por perícia. “Elas não foram quebradas. Há vestígios de violação de lacres e, em uma delas, um parafuso foi removido. Inclusive, nós testamos essas urnas e elas estavam funcionando perfeitamente, mas por segurança e lisura nós substituímos”, disse.

O juiz também afirmou que o suspeito chegou a agredir um policial militar, no momento em que estavam tentando retirá-lo do local. Ele foi detido e levado para a delegacia da Polícia Federal na cidade, onde, segundo a PF, foi registrado o auto de prisão em flagrante.

G1-PB