Valdívia sai do banco e dá vitória ao Inter contra o Santos

inter vence peixeValdívia virou um fenômeno das redes sociais com a moda do #PokoPika, expressão que está na legenda de quase todas as suas fotos no Instagram, para enaltecer os próprios feitos de forma irônica. Mas neste domingo o meia mostrou que a boa fase não é apenas com as fãs da internet, e sim com toda a torcida do Colorado. Foi dos pés dele, em uma batida perfeita de falta, que o Internacional venceu o Santos neste domingo, por 1 a 0, no Beira-Rio.

Doze dos 22 titulares de Internacional e Santos foram jogadores revelados nas categorias de base de cada clube, ambos referência em formação no futebol brasileiro. O herói da noite, não podia ser diferente, passou pelas categorias inferiores e só ganhou oportunidade de Diego Aguirre no segundo tempo, quando Alan Ruschel deixou o jogo por lesão.

Após 31 minutos em campo, Valdívia notou Vladimir adiantado, cobrou falta com maestria e definiu a vitória por 1 a 0 que leva o Inter a 13 pontos, em décimo lugar no Brasileirão. Já o Peixe fica em 14º, ainda sem vencer fora de casa no torneio. Na próxima rodada, que será no meio de semana, os gaúchos visitam o Internacional e os paulistas vão ao Rio de Janeiro encarar o Fluminense.

O Santos começou melhor que o Inter, criando oportunidades com Lucas Lima e Geuvânio, e contando com a movimentação constante de Ricardo Oliveira para abrir espaço entre Ernando e Alan Costa. O domínio, porém, durou pouco tempo. Mais ou menos até os 15 minutos, quando o goleiro Alisson sentiu uma fisgada na coxa e precisou ser substituído pelo irmão mais velho Muriel. Depois da mudança, ainda que ela interfira pouco na criação de jogadas, o Colorado se soltou.

D’Alessandro, após driblar Thiago Maia com facilidade, mas concluir pela linha de fundo. Ernando, na trave de Vladimir após cruzamento de Anderson… Com domínio de ações e posse de bola, o Internacional chegou mais perto de abrir o placar no Beira-Rio. Ainda que Ricardo Oliveira e Lucas Lima também tenham dado certo trabalho.

Com Valdívia na vaga de Alan Ruschel, também lesionado, o Internacional foi ainda mais para cima no segundo tempo. Manteve a posse de bola pela esquerda do ataque (tanto que Marcelo Fernandes “sacrificou” Daniel Guedes para acionar Caju e melhorar a marcação). Mesmo assim, tome pressão para cima de Vladimir! Com Lisandro, com D’Alessandro, com Nilmar… Do outro lado, um visitante que pouco incomodava – ainda menos quando Gabriel saiu para a entrada de Neto Berola.

  • FOTO -  Inter supera o Santos no Beira-Rio,(foto:divulgação)
  • FOTO -  Inter supera o Santos no Beira-Rio,(foto:divulgação)
  • FOTO -  Inter supera o Santos no Beira-Rio,(foto:divulgação)
  • Até que aos 31 minutos, Valdívia tentou iniciar jogada pela esquerda e Lucas Otávio afastou com um toque de mão. Na cobrança de falta, o meia do Inter observou o goleiro do Santos adiantado e bateu no ângulo, sem chances de defesa, mostrando a estrela do batedor.

Já amarelado, David Braz reclamou do lance da falta com o árbitro Dewson Fernando Freitas da Silva e levou o segundo cartão amarelo. Com um a menos, o Santos ainda realizou mudanças para tentar o gol de empate, mas pouco incomodou. Nem segurar a bola no campo de ataque os visitantes conseguiram. Não dava mais tempo.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 1 x 0 SANTOS

Data/Horário: 28/6/2015 – 18h30
Local: Estádio Beira Rio – Porto Alegre/RS
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)
Auxiliares: Rodrigo Henrique Correa e Celso Luiz da Silva
Público/Renda: 22.495 pagantes/R$ 618.895,00

Cartões amarelos: Jorge Henrique, Lisandro López e William (INT); Lucas Otávio e Neto Berola (SAN)
Cartão vermelho: David Braz, 33’/2ºT (SAN)

GOLS: Valdivia, 31’/2ºT (1-0)

INTERNACIONAL: Alisson (Muriel, 14’/2ºT); William, Ernando, Alan Costa e Alan Ruschel (Valdívia, Intervalo); Rodrigo Dourado, Anderson, Jorge Henrique e D’Alessandro; Nilmar (Rafael Moura, 31’/2ºT) e Lisandro López. Técnico: Diego Aguirre.

SANTOS: Vladimir; Daniel Guedes (Caju, 17’/2ºT), Werley, David Braz e Victor Ferraz; Thiago Maia, Lucas Otávio e Lucas Lima; Geuvânio (Marquinhos Gabriel, 36’/2ºT), Gabigol (Neto Berola, 23’/2ºT) e Ricardo Oliveira. Técnico: Marcelo Fernandes.

Lancenet