Varejo tem pior resultado da série histórica em 12 meses, diz IBGE

vinte cinco marçoConsumidores na rua 25 de março, centro de comércio popular de São Paulo

As vendas do varejo brasileiro tiveram queda de 0,9% em março na comparação com o mês anterior, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, nesta quarta-feira (11). Trata-se da maior baixa para março desde 2003, quando o setor teve retração de 2,4%. No ano, a retração acumulada é de 7% e, em 12 meses, de 5,8%, a maior perda da série história, iniciada em dezembro de 2001

A maioria dos ramos do comércio teve retração em março, com destaque para o de hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo, que depois de uma leve recuperação em fevereiro, teve queda de 1,7% no mês seguinte.

Também influenciou de forma negativa o setor de móveis e eletrodomésticos, que depois de ver suas vendas subiram 6,1% em fevereiro, registrou queda de 1,1% em março. A venda de combustíveis e lubrificantes também pressionou o resultado do índice, ao recuar de 1,2% em março após alta de 0,3% em fevereiro.

 

(Da redação)