Vasco bate Flamengo no Maracanã e sai na frente por vaga às quartas

jorge-henrique-comemoraO Flamengo não perdia no Maracanã, pela Copa do Brasil, desde 2004, mas viu o tabu ser quebrado na noite desta quarta-feira. Na estreia do técnico Jorginho, o Vasco venceu por 1 a 0, com gol marcado por Jorge Henrique, no segundo tempo. O resultado faz a equipe de São Januário precisar de um empate, no jogo da volta, para garantir a vaga para a próxima fase da competição. Foi a sexta vitória seguida alcançada pelo Vasco em clássicos estaduais.

O resultado fez justiça ao desempenho do Vasco que nem parecia o time irregular do Campeonato Brasileiro. Firme na defesa e rápido no ataque, a equipe cruz-maltina foi melhor durante os 90 minutos, diante de um adversário que voltou a repetir os erros cometidos nas últimas partidas.

 

O jogo – Diante de Dunga e Gilmar Rinaldi, nas tribunas do Maracanã, o jogo começou “pegado” e logo no primeiro minuto, Julio dos Santos recebeu cartão amarelo por atingir o lateral Jorge com uma cotovelada. Logo depois, Guerrero foi derrubado por Anderson Salles e teve que deixar o campo. No lance seguinte, Guiñazu se queixou de ter sido atingido por Emerson Sheik.

Nos primeiros minutos, os dois times abusaram das faltas e a bola quase não rolou, provocando a intervenção constante da arbitragem. Quando os ânimos se acalmaram, o Flamengo mostrou uma proposta mais ofensiva, com Guerrero e Emerson caindo pelas extremas, enquanto Ederson se aproximava pelo meio. O Vasco esperava o adversário no seu campo para tentar explorar os espaços deixados pela equipe rubro-negra.

Aos 15 minutos, o Flamengo criou a primeira grande chance de gol. Guerrero tabelou com Emerson, entrou na área e tentou colocar no canto direito, mas Martín Silva esticou a perna e fez grande defesa, salvando a sua equipe.
Dois minutos depois, o Vasco deu a resposta. Madson ganhou de Wallace na lateral e lançou para Jorge Henrique que chutou forte e César fez grande defesa, espalmando para escanteio.

Aos 19, após cobrança de lateral, a zaga falhou e Julio dos Santos bateu de primeira, mas jogou para fora.
O Vasco passou a ficar mais tempo com a bola e a criar mais lances de perigo na área rubro-negra. Aos 22 minutos, após cobrança de escanteio, Serginho subiu mais do que a zaga e cabeceou com perigo.
Depois dos 30 minutos, os dois times passaram a se preocupar um pouco mais do que a bola, reduzindo o número de faltas, E o Flamengo voltou a pressionar em busca do primeiro gol, mas não conseguiu criar jogadas efetivas de gol, limitando-se a levantar bolas na área cruz-maltina, sem qualquer efeito positivo. Aos 45, no último momento de emoção da primeira etapa, o lateral-esquerdo Christiano foi lançado nas costas de Pará e cruzou para Julio dos Santos que falhou na conclusão.

Os dois times voltaram sem modificações para o segundo tempo e o Flamengo se mostrou mais ofensivo, tentando forçar as jogadas pelas extremas. O primeiro ataque perigo foi do Vasco. Aos seis minutos, Christiano investiu pela esquerda e chutou, A bola desviou em Pará e encobriu o travessão. Após a cobrança, Emerson Sheik segurou a camisa de Anderson Salles, de forma ostensiva, na grande área, e o árbitro não marcou o pênalti.

Aos 12 minutos, o Vasco marcou o primeiro gol. Riascos recebeu, adiantado, na direita e teve calma para fazer o passe preciso para Jorge Henrique que encheu o pé e colocou no ângulo esquerdo do goleiro César. Foi o primeiro gol de Jorge Henrique com a camisa cruz-maltina.Sem outra alternativa, o Flamengo se lançou ao ataque para tentar o gol dos empate. O Vasco se defendia bem e tentava aproveitar os espaços.

Aos 19 minutos, Jorge fez boa jogada individual e chutou, mas a defesa bloqueou a conclusão. Logo depois, Anderson Salles evitou a cabeçada de Everton, desviando para escanteio. Aos 24 minutos, o zagueiro Wallace, que já tinha cartão amarelo, derrubou Madson para evitar que ele avançasse pela direita e foi expulso de campo, deixando o Flamengo com dez jogadores. Para recompor a defesa, Cristóvão colocou o zagueiro Samir no lugar de Everton.

Aos 32 minutos, após boa troca de passes, Nenê recebeu na intermediária e tentou encobrir César, mas o goleiro do Flamengo fez boa defesa. Dois minutos depois foi a vez de Riascos mandar a bomba, mas a bola subiu demais.
O Flamengo tentava chegar ao ataque em lançamentos para Guerrero que levava desvantagem no duelo com a zaga.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 0 X 1 VASCO

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 19 de agosto de 2015, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Público: 34.840 presentes
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
Assistentes: Rodrigo Henrique Corrêa (Fifa-RJ) e Dibert Pedrosa Moisés (RJ)
Cartão Amarelo: Wallace, Márcio Araújo, Canteros, Emerson Sheik (Flamengo); Julio dos Santos, Riascos, Nenê, Anderson Salles, Rodrigo, Dagoberto, Serginho, Thalles (Vasco)
Cartão Vermelho: Wallace (Flamengo)
Gol:
VASCO: Jorge Henrique, aos 12 minutos do segundo tempo

FLAMENGO: César; Pará, Wallace, Marcelo e Jorge; Canteros, Márcio Araújo e Everton (Samir); Ederson (Jajá), Emerson Sheik e Paolo Guerrero
Técnico: Cristóvão Borges

VASCO: Martín Silva; Madson, Anderson Salles, Rodrigo e Christiano; Pablo Guiñazu, Serginho, Julio dos Santos e Nenê (Jhon Cley): Jorge Henrique (Dagoberto) e Riascos (Thalles)
Técnico: Jorginho

 

Fox Sports