time-

Veja como começa seu time em 2017

Clubes têm começo de ano agitado no mercado da bola
Clubes têm começo de ano agitado no mercado da bola

O ano mal começou, mas os clubes brasileiros já correm contra o tempo para reforçarem seus elencos. Veja as novidades do seu time do coração neste início de 2017.

Atlético-MG

Pode-se dizer que a temporada 2016 do Atlético-MG foi decepcionante, afinal, o clube não ganhou nenhum título mesmo com um dos melhores elencos do Brasil. No entanto, é possível ter otimismo com 2017. A forte base do Galo continua, com nomes como Fred, Robinho, Lucas Pratto e Victor, e o Galo também procura se reforçar. Até o momento, chegou o zagueiro Felipe Santana, que estava no futebol europeu desde 2008, com passagens por Borussia Dortmund, Schalke 04. Quem ainda pode pintar no Alvinegro são os meias Marlone, do Corinthians, e Carlos Carbonero, colombiano que disputou a Copa do Mundo do Brasil em 2014 e foi oferecido ao clube, mas ainda está sendo analisado. Já no banco, Roger Machado dará as diretrizes desde o início do ano, no lugar do contestado Marcelo Oliveira.

Chapecoense
A Chape se prepara para o ano mais difícil da história do clube – dentro e fora de campo. Com participação em sete competições oficiais em 2017, o Verdão pode fazer até 91 partidas na temporada. Para dificultar a situação, a equipe catarinense tenta remontar o elenco que perdeu 19 jogadores e membros da comissão técnica, no acidente aéreo na Colômbia. Para isso, a Chapecoense contará com a promoção de 11 jovens da base, além de empréstimos e contratações para montar o time que será dirigido por Vagner Mancini. Nesta montagem, a Chape não quer fugir da essência que deu certo nos últimos anos: nomes pouco badalados, com salários modestos, mas com alguma experiência. Entre os emprestados até o momento estão o goleiro Elias, do Juventude, o zagueiro Douglas Grolli, revelado pelo clube e que pertence ao Cruzeiro, e os atacantes Rossi, Goiás, e Dodô, Atlético-MG. E podem vir mais, já que outros sete jogadores têm a situação muito bem encaminhada, como Túlio de Melo, Wellington Paulista, Reinaldo, Nadson e Niltinho. Além disso, o Verdão do Oeste ainda contará com dois remanescentes do elenco campeão da Copa Sul-Americana: Martinuccio, que tem contrato em vigor, e Nenén, com a renovação acertada. Por fim, Apodi, o são-paulino Daniel e Andrey Girotto analisam as ofertas do Verdão do Oeste.

Corinthians

Está difícil para o torcedor corintiano se animar com 2017. Depois de uma temporada decepcionante, sem título algum, sem vaga na Libertadores e com quatro técnicos, o Timão não dá indícios de que melhorará. Até o momento, nenhuma contratação de peso foi feita. Chegaram apenas os atacante Luidy, Kazim e Jô. Este último, embora seja um nome conhecido, vem com a incerteza de não atuar desde julho. Nem mesmo um técnico o Corinthians conseguiu contratar: após ser rejeitado por Jair Ventura e Reinaldo Rueda, o Timão se conformou e efetivou o interino Fábio Carille. Para piorar, o Alvinegro ainda pode perder Marlone, que interessa ao Atlético-MG, e Marquinhos Gabriel, que pode voltar ao Santos. Mas ainda há luz no fim do túnel: Sem propostas, Cássio e Walter devem manter duelo no Timão, enquanto Balbuena – que foi sondado pelo Boca Juniors – permanece.

Cruzeiro
Após um ano irregular, a Raposa vem se reforçando para a temporada de 2017. O clube mineiro anunciou o volante Hudson, ex-São Paulo, como principal reforço da equipe. Além dele, o lateral Diogo Barbosa e o zagueiro equatoriano Luis Caicedo também farão parte do elenco dirigido por Mano Menezes.  Apesar de poucos reforços, o clube celeste terá o retorno de muitos jogadores que estavam emprestados, como Pisano, Mena e Joel. Por outro lado, a equipe ainda pode perder os laterais Lucas, que negocia com o Fluminense, e Mayke, que está na mira do Sporting de Lisboa, além do atacante Willian, que já foi especulado no Palmeiras.

Fluminense
Sofrendo ainda com a saída da patrocinadora máster Unimed, o Flu vive problemas financeiros. O clube, no entanto, já garantiu dois reforços: o meia Sornoza e o volante Orejuela, ambos do Independiente Del Valle (atual vice-campeão da Libertadores). Além disso, o Tricolor Carioca acertou a volta do treinador Abel Braga. No entanto, jogadores como Magno Alves, Igor Julião, Jonathan e Cícero são baixas para 2017 – sendo que a negociação do 5 deu o que falar, já que os torcedores tricolores se irritaram com o fato de clube ceder meia para o São Paulo e ainda pagar 30% do salário até fim do contrato (o clube ressalta que a medida alivia folha salarial e economiza R$ 6 milhões em dois anos). Por fim, o Tricolor ainda pode perder o atacante Osvaldo, que não teve grandes oportunidades na temporada e interessa ao Botafogo.

Internacional
Procurando se reestruturar após a queda inédita para a Série B do Brasileirão, o Colorado vem trabalhando pouco no mercado, em comparação a outros anos. O clube gaúcho anunciou o técnico Antonio Carlos Zago e o meia Roberson, ambos vindos do Juventude, e o retorno do ídolo D’Alessandro, que estava no River Plate. Além deles, o clube ainda estuda a contratação do lateral Uendel, que está no Corinthians. Por outro lado, jogadores como Nico Lopez e Ernando devem sair. E quem já está de malas prontas é o atacante Vitinho, que deve voltar ao CSKA da Rússia. Além disso, o torcedor não poderá contar com o retorno de Taison, que desejava voltar ao clube do coração, mas permanece nos planos do Shakhtar: “Inegociável”.

São Paulo
Depois de contratar Rogério Ceni, maior ídolo da história do clube, para ser técnico, o São Paulo não demorou para anunciar reforços. Além de acertar com dois assistentes técnicos estrangeiros, o Tricolor Paulista anunciou o goleiro Sidão, o meia Cícero, e os atacantes Neilton e Wellington Nem. O arqueiro veio do Botafogo, assim como Neilton, onde ambos foram pilares para a conquista da vaga na Libertadores pelo Alvinegro. Já Cícero retorna ao clube após quatro anos longe – o meia defendia as cores do Fluminense. E por falar no Tricolor Carioca, Wellington Nem, que foi campeão brasileiro com o clube carioca, mas estava em baixa no Shakhtar Donetsk, chegou para ser referência no ataque. Além deles, com respaldo de Ceni, sete atletas subiram do Sub-20 ao profissional. Por fim, o clube perdeu Michel Bastos – que acertou com o rival Palmeiras -, e ainda estuda negociar algumas peças.

Vasco
Após o terceiro lugar na Série B de 2016, o Vasco retornou à elite do futebol brasileiro. Com isso, o presidente Eurico Miranda prometeu contratações de peso para montar um time à altura da história do clube. No entanto, até o momento só chegou o meia Escudero, além do técnico Cristóvão Borges. A grande notícia fica por conta da manutenção da ‘espinha dorsal’ da equipe, com Martin Silva no gol, Luan na zaga, além do meias Andrezinho e Nenê. Por fim, o clube ainda mantém interesse nas contratações do meia Diego Souza, ídolo do Cruz-maltino que defende as cores do Sport, e do atacante Kelvin, que está no São Paulo.

Botafogo
Nem o mais otimista torcedor botafoguense poderia imaginar que o time terminaria o ano de 2016 na Libertadores – principalmente por conta das limitações técnicas do elenco, e financeiras do clube. Mas agora, com a competição continental e maiores investimentos, a diretoria já se prontificou e anunciou os primeiros seis reforços para a próxima temporada. Depois de conseguir manter Jair Ventura no comando da equipe, o Glorioso trouxe o goleiro Gatito Fernández para suprir a perda de Sidão. Além disso, ainda fechou um pacote de jogadores para reforçar o elenco: o atacante Roger, ex-Ponte Preta, o apoiador João Paulo, ex-Santa Cruz, os laterais Gilson e Jonas, ambos ex-América-MG, e o meia Montillo, ex-Shandong Luneng (CHI), que brilhou no Brasil com a camisa do Cruzeiro. Mas não para por aí. O clube ainda tenta a contratação dos atacantes de William Pottker, da Ponte Preta, e Osvaldo, do Fluminense. Por outro lado, o time da estrela solitária perderá a jovem promessa Luis Henrique, de apenas 18 anos, que negocia com o Atlético-PR.

Flamengo
A temporada tinha tudo para ser considerada ruim, com eliminações no Campeonato Carioca, Copa do Brasil e Copa Sul-Americana. Mas a melhor campanha do clube na história dos pontos corridos encheu a torcida de esperança, ainda mais que o clube está classificado diretamente para a fase de grupos da próxima Libertadores. E para não fazer feio em 2017, a diretoria conseguiu manter a base da equipe, anunciando também as renovações de Muralha, Arão e Márcio Araújo – apesar de este último nome não agradar a torcida (que chegou a protestar nas redes sociais, com a hashtag #nãocurtiu). Além disso, o Rubro-negro está perto de desbancar o Santos e anunciar o meia Marcos Guilherme, do Atlético-PR, além de fechar acordo com o atacante Marinho, do Vitória, que era preterido por muitas equipes. Quem também pode chegar pintar na Gávea é o volante Romulo, do Spartak Moscou.

Santos
Se você voltar para o início de 2016, mesmo com o vice da Copa do Brasil, poucos colocavam o Santos na briga pelas principais competições nacionais. Pois bem, mesmo com um elenco limitado, o Peixe foi talvez a equipe com os melhores números absolutos nesta temporada, conquistando o Paulistão e terminando na vice-liderança do Campeonato Brasileiro – garantindo vaga direta na fase de grupos da Libertadores 2017. Por conta disso, a diretoria já começou a se movimentar, mantendo as principais peças da equipe e anunciando quatro reforços: o zagueiro Cleber, do Hamburgo, o lateral-direito Matheus Ribeiro, do Atlético-GO, o volante Leandro Donizete, do Atlético-MG, e o atacante Vladimir Hernández, do Junior Barranquilla. E mesmo após perder as brigas por Guerra e Marcos Guilherme, o Peixe movimenta o mercado e faz diversas sondagens. As bolas da vez são Marquinhos Gabriel, do Corinthians, Clayton, do Atlético-MG e Barcos, do Vélez Sarsfield. O trio tem a aprovação do técnico Dorival Júnior e a diretoria planeja avançar nas negociações nos primeiros dias de 2017. Além disso, para a tristeza dos torcedores santistas, o presidente Modesto Roma Jr diz não acreditar nas voltas de Gabigol e Robinho à Vila Belmiro.

Palmeiras
Campeão Brasileiro de 2016, o Palmeiras foi ao mercado para reforçar a equipe e entrar como grande favorito à conquista da nova Libertadores (que sofreu reajustes e foi remodelada para o ano de 2017). E mesmo perdendo o técnico Cuca e o atacante Gabriel Jesus, o Alviverde conseguiu manter boa parte da base campeã e ainda se reforçou, trazendo os meias Raphael Veiga, ex-Coritiba, Hyoran, ex-Chapecoense, Guerra, ex-Atlético Nacional (eleito o melhor jogador da última Libertadores) e Michel Bastos, ex-São Paulo, além do atacante Keno, ex-Santa Cruz. Mas o torcedor palmeirense ainda poderá comemorar a chegada de novos reforços, isso porque o clube está muito perto de anunciar o volante Felipe Melo – que aguarda apenas uma liberação da Internazionale de Milão -, e ainda estuda as contratações de Willian, do Cruzeiro, e Borja, do Atlético Nacional.

Grêmio
Copeiro e atual campeão da Copa do Brasil, o Grêmio viveu uma temporada mágica, que jamais sairá da memória dos torcedores. Já classificado para a Libertadores de 2017, o Tricolor Gaúcho continuará valorizando as joias da casa, podendo até promover cinco atletas ao grupo profissional – Dida, Esperón, Machado, Jean Pyerre e Lima. Mas sem esquecer, é claro, do Mercado da Bola: O principal objetivo do Grêmio recai na busca por um atacante artilheiro e outras duas peças para o ataque, com característica de atuar pelos lados. Após sondar Rodrigão, do Santos, o alvo mais próximo é Kayke, atacante ex-Flamengo, que atua no Yokohama Marinos, do Japão – Outro grande desejo gremista é o artilheiro uruguaio Gabriel Fernández, do Racing-URU, que está em negociação. Em paralelo à busca por até três atacantes para 2017, o Tricolor também trabalha com uma lista de pedidos de Renato Gaúcho. O clube busca ainda duas peças, a nível de composição de grupo, para as laterais. Antes disso, no entanto, o clube já havia encaminhado as renovações de Douglas e Pedro Rocha, as manutenções de Luan e Walace, além de ter anunciado o volante Michel, ex-Atlético-GO, como novo reforço.

Band