Veja quem são os integrantes do grupo Cunha Lima que decidiram ‘abraçar’ Ricardo - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Veja quem são os integrantes do grupo Cunha Lima que decidiram ‘abraçar’ Ricardo

cassio r ricardo rompimO saldo das defecções políticas que tiveram como saldo o ‘racha’ do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) e o governador Ricardo Coutinho (PSB), parece que ainda não pode ser contabilizado pelos dois lados, porém, algo é facilmente constatado: os dois grupos saíram enfraquecidos: Cássio que não tem mais espaço no Governo e Ricardo que está distante do seu principal padrinho político nas eleições 2010.

De uma maneira corajosa e seguindo os paços do vice-governador Rômulo Gouveia (PSD), figuras históricas do grupo Cunha Lima decidiram permanecer no Governo Ricardo Coutinho e irem de encontro ao senador Cássio Cunha Lima, são eles: Temi Cabral (PBTUR), Toinho Alcântara( Centro de Convenções Ronaldo Cunha Lima), Luzemar Martins (CGE), Zé Marco (sec. exec. do Esporte), Marcos Alfredo (Secom) e Nivaldo Magalhães.

É válido lembrar que todos os nomes citados, são auxiliares socialistas que gozam da amizade do senador tucano independente de questões políticas.Também é digno de registro a postura de alguns ex-auxiliares de Cássio como o jornalista Wilams Tejo, ou ‘Tejinho’, que foi o primeiro a pedir exoneração do cargo que ocupava na Fundação Espaço Cultural.

Seguindo caminho contrário, alguns auxiliares do Governo Ricardo atenderam a recomendação de Cássio e pediram afastamento de suas funções, o primeiro a ser aproveitado no Governo Romero Rodrigues (PSDB) em Campina Grande, foi o ex-secretário de Planejamento da Paraíba Gustavo Nogueira. Em recente entrevista a imprensa campinense, o líder da bancada governista Hervazio Bezerra (PSB) ironizou o aproveitamento de figuras do tucanato na gestão Romero Rodrigues: “Vai ter espaço para todo mundo na prefeitura campinense”? Essa é a pergunta que mais tenho ouvido – comentou Hervázio, em entrevista ao Jornal da Manhã da Rádio Caturité.

QUEM SAIU: O Diário Oficial do Estado (DOE) publicou em duas edições na semana passada, as primeiras exonerações de membros do PSDB ou de pessoas ligadas ao senador Cássio Cunha Lima (PSDB). A recomendação pelo afastamento do Governo do Estado foi decidida pela Executiva Estadual do partido na última segunda-feira. Entre os nomes confirmados, estão o do ex-secretário de Planejamento, Gustavo Nogueira, que já foi nomeado como novo secretario de Ciência e Tecnologia de Campina Grande e do primo de Cássio, Ivanhoé Cunha Lima, um dos primeiros familiares a admitir publicamente a candidatura tucana.

O DOE também trouxe a exoneração de mais pessoas ligadas a Cássio. O primo do senador, Ivanhoé Cunha Lima, que exercia a função de vice-presidente da Junta Comercial, teve publicada a sua exoneração. Além dele, o chefe do Cerimonial do Governo, Maurício de Souza.Entre as novas exonerações estão os nomes de: Ana Lucineide da Silva – diretora da EEEF Isabel Lopes; Ana Shirleyde Cavalcante – assessor especial do IASS; Carlos Aquino – agente de Programas Governamentais; Karina Lins Ferreira – assistente de gabinete; Karyna Yasbeck Asfora – operacional de Câmaras Temáticas; Liliana Patrício Vieira – chefe do Núcleo de Estatística; Nora Cristina de Oliveira – diretora do Hemocentro de CG; Osmilda Pereira – assessora de Gabinete; e Terezinha Figueiredo – gerente da III Região de Educação

Novas cabeças poderão rolar nos próximos dias, ou melhor ‘cassistas’ poderão ser ainda mais prestigiados no ‘coletivo girassol’. Sabe-se que os nomes acima citados tomaram uma posição, a final de contas, nesta ‘guerra’ ou melhor nesta disputa, não será aceito o famoso jogo ‘duplo’,em qualquer um dos lados.

O PB Agora permanece atento aos bastidores da política paraibana.

Henrique Lima 

PB Agora