Vencedor do Campeonato Brasileiro de Barista, Léo Moço, realiza workshop em João Pessoa

site_barista_leo-mocoNo dia 27 de janeiro, o especialista em café Léo Moço ministrará em João Pessoa um workshop com foco em cafés especiais. Responsável pela criação de um café fermentado com levedura de cerveja, o que resultou no primeiro lugar no Campeonato Brasileiro de Barista, Léo falará sobre o mercado brasileiro atual e futuro, a importância do barista, conceitos e da importante relação com os produtores. Além da parte teórica, haverá também degustação de algumas amostras, para que os participantes possam entender na prática o que chamam de “café gourmet”.

 

Com vagas limitadas, o workshop é voltado para quem quer se aprofundar no universo dos Cafés Especiais, seja quem trabalha com café, pretende entrar neste mercado ou simplesmente ama as novidades desta bebida.

 

Trajetória

Durante oito anos, o barista Leonardo Moço estudou, fez pesquisas, provou cafés, visitou fazendas, fez cursos e participou de feiras até criar um café totalmente diferente daquele que o brasileiro está acostumado tomar. Carioca, formado em Análise de Sistemas e Nutrição, atualmente com 34 anos, usou todo o seu conhecimento em microbiologia para fermentar o café com levedura de cerveja, um processo desconhecido por aqui.

 

Por cinco anos, Léo trabalhou com produtores para colocar em prática essa fermentação e mostrar que o nosso café pode ser diferente e mais saboroso. “Os produtores no Brasil tem uma cultura mais antiga em relação ao café, por isso fiz questão de procurar grãos de diferentes estados, estudei muitas técnicas diferentes de gosto e sabor para chegar até aqui”, diz ele.

 

E para vencer o Campeonato Brasileiro de Barista, Léo Moço usou um café varietal 100% arábica, com aromas complexos, que lembram flores e frutas, grãos mais maduros e de secagem mais lenta. Durante uma semana, ele ficou imerso na Fazenda Jatobá, em Patrocínio, no cerrado de Minas, para cuidar de perto do preparo do café que usaria neste campeonato. Colheu frutos do Topázio Amarelo, variedade rara no Brasil, para fermentar em um tanque com a levedura específica de um estilo de cerveja (a American Ale). Este processo conferiu ao grão características mais florais, frutadas e acidez acentuada, algo que nunca foi feito no nosso país.

 

Inscrições 

Quando: 27 de janeiro
Onde: Quality Hotel Solmar João Pessoa
Horário: das 9h às 18h
Valor: R$100

E-mail: contato@cafedomoco.com.br

Telefones (41) 8764-8837 / (11) 97203-9552

 

Agenda do workshop

9h – Café da manhã

9h30 às 12h – O que são cafés especiais? (apresentação deste novo conceito, quais são seus diferenciais, os tipos de café)

12h às 13h – Almoço

13h15 às 15h15 – A relação com os produtores e novas técnicas de cultivo/extração/fermentação
A importância do barista e o papel do especialista em café

15h15 – Coffebreak

15h30 às 17h45 – Como introduzir esta cultura no mercado? (dicas de máquinas, de preparos manuais, demonstração de preparo e degustação)
Cenário atual e futuro dos cafés especiais do Brasil: como estamos hoje e para onde vamos

18h – Encerramento

 

Sobre Léo Moço

Atualmente, Léo trabalha com a sua própria torrefação, o Café do Moço, fornecendo cafés para o Brasil todo, está se dedicando ao estudo prático das diferentes regiões produtoras do país. Também dá cursos e palestras sobre o tema. Nasceu no Rio de Janeiro e atualmente, vive em Curitiba onde tem um espaço próprio, o Conceitual, uma espécie de laboratório do café. Vive na ponte aérea, Rio – São Paulo, dando cursos, palestras e workshops sobre café Em seu trabalho como consultor, ajudou a criar a casa O Café, em Nova York. Descobriu sua paixão pelo café em 2005.

Assessoria de Imprensa

   Daniele Flöter

Logo2014_baixissima