Vender o vale-refeição pode ocasionar demissão por justa causa?74 - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Vender o vale-refeição pode ocasionar demissão por justa causa?74

prato-do-bufett-self-service-do-restaurante-da-ruthinha-na-vila-madalena-1380731664696_615x300Costumo vender o meu vale-refeição. Posso ser demitido por justa causa?

De acordo com Wagner Luiz Verquietini, advogado especialista em direito do trabalho, a venda ou a negociação do vale-refeição/alimentação no mercado ilegal podem ser caracterizadas como falta grave, ocasionando demissão por justa causa.

 

“A venda dos créditos pode ser interpretada, inclusive, como crime de estelionato”, afirma Verquietini.

O advogado explica que o vale-refeição/alimentação é fruto do PAT (Programa de Alimentação do Trabalhador) (PAT) e sua finalidade é melhorar as condições nutricionais dos trabalhadores de forma a promover sua saúde, diminuir faltas ao serviço e gastos ao sistema público de saúde.

Para atender a esses objetivos, o governo concede incentivos fiscais às empresas que aderem ao sistema e fornecem o benefício a seus empregados.

“Assim, o empregado que vende ou negocia o benefício está prejudicando a coletividade, pois isso reflete diretamente  no sistema de arrecadação da Receita Federal, saúde pública etc.”

Contudo, segundo o advogado, a prática é usual. “Estima-se que uma média de 6% dos empregados preferem negociar o vale-refeição para obter um complemento no salário a usar o benefício em prol de uma melhor nutrição”, diz.

Ampliar

Dez benefícios mais oferecidos pelas empresas10 fotos

8 / 10

3º lugar: Vale refeição (54,4%) – A Catho Online realizou um novo estudo com a participação de 46.067 pessoas, com base na mais recente Pesquisa dos Executivos e identificou o grau de satisfação dos profissionais com os benefícios que recebem das empresas nas quais trabalham Leia mais Folha Imagem
Ampliar

Dez filmes que trazem lições para a vida no trabalho11 fotos

1 / 11

A pedido do UOL Empregos e Carreiras, especialistas listaram dez filmes que trazem lições para a vida no trabalho e que podem contribuir positivamente para a carreira. Os comentários são de Luiz Pagnez, headhunter, e Roberto Shinyashiki, doutor em administração SXC