Vené deseja ter companheiro de chapa de outra sigla e de JP - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Vené deseja ter companheiro de chapa de outra sigla e de JP

vené 24Pré-candidato a governador em 2014, o ex-prefeito de Campina Grande Veneziano Vital do Rêgo (PMDB), já começa a se articular no sentido de encontrar um forte candidato a vice governador. Em entrevista ao PBAgora concedida na tarde desta segunda-feira (23), Veneziano revelou o seu futuro candidato a vice-governador na chapa a ser encabeçada pelo PMDB, deverá ser de outra legenda, e, preferencialmente, ter domicílio eleitoral na capital João Pessoa. Foi a primeira vez que Veneziano falou do perfil do candidato a vice que ele terá nas eleições que se aproximam.

Segundo ele é muito importante que João Pessoa esteja bem representada na chapa majoritária. Veneziano disse que o vice terá um papel importante, e por isso, a escolha será muito bem criteriosa, levando em consideração as alianças que o PMDB celebrará para às eleições de 2014 com outros partidos.

Veneziano disse ainda que não é a favor de uma chapa “puro sangue” formada apenas pelo PMDB. Ele citou como exemplo, o ex-governador José Maranhão que na última vez que governou a Paraíba, teve como companheiro, o petista Luciano Cartaxo, hoje prefeito de João Pessoa. Além do mais, em 2010, José Maranhão também escolheu um candidato vice do PT para compor a chapa encabeçada pelo PMDB. O nome escolhido na época foi do então deputado estadual Rodrigo Soares. Segundo o peemedebista, todos os partidos que hoje fazem oposição ao Palácio da Redenção e que seguirão unidos com o PMDB, tem condições de apresentar um candidato a vice na chapa majoritária. “Temos bons nomes que n a hora certa será apresentado. Tenho certeza que será um extraordinário companheiro” apostou.

Em relação ao “blocão” formado pelo PT, PP e PSB, que já está com os nome de dois pré-candidatos, postos, Veneziano disse que os partidos tem o direito de lançar suas candidaturas. Segundo ele, tanto o deputado Leonardo Gadelha, lançado pré-candidato pelo PSC, com o advogada Nadja Palitot, escolhida como pré-candidata do PT, são dois companheiros que comungam com os mesmos ideais da oposião. Ele acredita que o PP também indicará o seu pré-candidato.

O que os partidos de oposição, não podem esquecer segundo Veneziano, é que o alvo a ser mirado, é o atual governador Ricardo Coutinho (PSB). Segundo ele, os partidos que fazem oposição ao atual modelo administrativo do governo socialista, sonham com dias melhores e com uma nova Paraíba. “O adversário a ser batido é o atual governador” disse.

Percorrendo toda `a Paraíba como forma de diagnosticar os problemas que afetam o Estado, e ao mesmo tempo, procurando construir um programa que garanta as soluções, Veneziano disse que termina o ano de 2013 confiante. Segundo ele, a recepção dos paraibanos nas entrevistas e nos seminários “Pensando à Paraíba” surpreendeu numa prova inconteste, de que os paraibanos sonham com dias melhores. “Estou muito feliz. Tivemos uma acolhida calorosa ao longo de toda a peregrinação que fizemos este ano” disse. Claro que tomando as devidas precauções para não extrapolar os limites permitidos pela Justiça Eleitoral” observou.

Ele disse que em 2014 pretende percorrer toda a Paraíba para apresentar uma proposta que vise recolocar o Estado no caminho do desenvolvimento. “Apenas esquentamos os motores para a largada em 2014” garantiu. Em relação ao PMDB, Veneziano garantiu que mesmo tendo perdido dois deputados, o partido continua forte, sendo o maior do Estado, e credenciado para às eleições de 2014.

Severino Lopes 

PBAgora