Veneziano garante apoio do PT na proporcional e nega prejuízo ao partido: 'bom para todos' - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Veneziano garante apoio do PT na proporcional e nega prejuízo ao partido: ‘bom para todos’

VENÉ E BOM PARA TODOSO pré-candidato ao governo do Estado, Veneziano Vital do Rêgo (PMDB), confirmou apoio do PT, assim como na majoritária, também na chapa proporcional.Na manhã desta segunda-feira (16), o pré-candidato comentou que na reunião do Partido dos Trabalhadores que aconteceu na sexta (13), ficou firmado que o PT estava apenas ‘adiando suas definições para a eleição proporcional’.

Admitindo estar preocupado com as recentes especulações a respeito de não haver aliança na proporcional, o ex-prefeito dá a entender que não é uma ‘boa’ opção fazer uma campanha majoritária sem a proporcional pelo fato de isso poder significar ‘pouco envolvimento’ dos partidos.

“O PT não descartou, apenas, sexta-feira, disse que estava adiando as suas definições para a eleição na proporcional. É completamente compreensível e é legítimo. Agora preocupa a nós peemedebistas, principalmente aqueles que estão disputando a Assembleia Legislativa e a Câmara federal, porque afinal de contas eu tenho a plena consciência que nas próximas horas haveremos de ter um termo à essa discussão”, diz.

Para o pré-candidato, o PMDB imagina fazer uma campanha majoritária, como de fato já existe, composta em parceria com o PT e também estender essa participação aos postulantes tanto à AL quanto a Câmara Federal.

“Não seria bom, não é bom ir a uma campanha com sentimento de pouco envolvimento dos candidatos à proporcional o que nós estamos ponderando é que realisticamente não há nenhum prejuízo aos candidatos do PT, a formação de uma chapa proporcional, principalmente pelo fato de com a aliança poder atrair o PSC”, diz e confirma conversas com o deputado federal Leonardo Gadelha.

A discussão a respeito dessa coligação já vem acontecendo e hoje pode ser que haja uma definição e os partidos superem os pontos divergentes. Para Veneziano, a redução da bancada é um elemento a mais e ‘não há como esconder que a perspectiva é muito prejudicial para a Paraíba’, já que, de acordo com o pré-candidato, diminuindo as bancadas muda a configuração da Casa.

Veneziano então sugeriu que os partidos discutam em torno de uma realidade nova passível ou não de ser permanente e destacou que a expectativa continua até o dia 29 que é a data possível de o Supremo Tribunal Federal (STF) julgar a questão (da diminuição das bancadas). Contudo, o peemedebista destaca que mesmo com uma composição de apenas 30 deputados na AL e 10 na Câmara Federal, a composição deve continuar.

Redação