Vereador acusa prefeito de Cajazeiras de superfaturar até em compras de facas peixeiras

O prefeito José Aldemir foi acusado pelo vereador Rivelino Martins (Foto: Walla Santos)

O prefeito de Cajazeiras foi acusado de superfaturamento de licitações em compras de gêneros alimentícios, materiais de limpeza, higiene pessoal e afins. De acordo com denúncia do vereador Rivelino Martins (PSB), só na compra do pãozinho francês a prefeitura vai gastar cerca de R$ 1.8 milhão. A prefeitura também autorizou a aquisição de cinco mil facas peixeiras.

Além disso, ainda segundo o vereador, o prefeito José Aldemir autorizou, através de pregão, a compra de 12 mil kg de soda caustica o produto é na indústria, principalmente como base química, na fabricação de papel, tecidos, detergentes, alimentos e biodiesel. A informação foi publicada no Blog do Gordinho.

Na licitação aceita pela prefeitura de Cajazeiras, há produtos como detergente 500 ml vendido a R$ 38,40 (a unidade), com pedido de 12 mil unidades, o que chega a um valor de R$ 460 mil. Outro item que demonstra características de superfaturamento é o sabão em pó de 1 litro que custa R$ 30,00 (o quilograma). Além de utensílios de cozinha, que chamam atenção pela quantidade: 12 mil quilos de soda cáustica, que custaria R$ 226,8 mil, e cinco mil facas peixeiras de 9’ polegadas, que seria o equivalente a quase R$ 42 mil.

O vereador Rivelino Martins, além de apresentar a denúncia na Câmara Municipal, vai levar os documentos à Justiça e ao Tribunal de Contas com um pedido de instauração e apuração de uma eventual improbidade administrativa. A prefeitura licitou quase R$ 1,8 milhão de pão francês e 12 mil quilos de soda cáustica.

No certame, duas empresas foram consideradas vencedoras dos itens licitados, porém, através da verificação das propostas ganhadoras pelo vereador do PSB, foram identificados que diversos preços estipulados pelas vencedoras do pregão e aceitos pelo Município, estão muito acima do valor de mercado, denotando ‘sobre preço’ o que pode caracterizar um possível superfaturamento.

Preços Licitados:

   (Reprodução blog do Gordinho)