João Pessoa 25/03/2019

Início » Política » Vereador apoia projeto que acaba com eleição antecipada na CMCG

Vereador apoia projeto que acaba com eleição antecipada na CMCG

O projeto que acaba com a eleição antecipada para a Mesa Diretora da Câmara Municipal de Campina Grande pode passar. A propositura já conta  com o apoio do vereador Sargento Neto (PRTB). O autor da proposta é Lucas Ribeiro (PP), que também quer o fim da reeleição na Casa.

“Sou totalmente a favor”, afirmou. Sargento Neto diz que não é possível aceitar que uma pessoa seja eleita para assumir o primeiro biênio e imediatamente reeleita para o segundo sem antes passar por um acompanhamento do mandato.

Ivonete Ludgério (PSD), atual presidente da Casa de Félix Araújo, foi eleita e reeleita nesse sistema de votação. Sem citá-la, o parlamentar de primeiro mandato afirmou que a “inexperiência” o levou a votar desta forma na eleição anterior.

Na reabertura da Casa, Sargento Neto foi protagonista de uma crise contra a presidência. Pela Tribuna, ele pediu desligamento do cargo de 3º secretário. “É um cargo fictício”, cravou. Seu pronunciamento foi uma crítica a um suposto centralismo exercido por Ivonete no poder.

Na ocasião, o vereador apresentou um projeto de emenda ao regimento interno do Parlamento com vistas ao empoderamento do secretariado. Ele quer que o 1º secretário possa compartilhar com a presidência decisões de natureza financeira.

Sem ainda ter sido posto em votação no Plenário, ele diz esperar que isso ocorra o mais rapidamente possível. Porém, a proposta ainda não é consenso. A própria Ludgério, em outra ocasião, apresentou uma contraproposta ao projeto apresentado.

Ela concorda em ceder mais poder para o secretariado, desde que a medida só passe a entrar em vigor a partir de 2021, após o encerramento de seu mandato. Sargento Neto, por outro lado, considera que o efeito da emenda deve ser imediato.

PB Agora