Vereador defendeu gratuidade de pós-graduação para o magistério e criticou Benjamin Maranhão encabeçar a lista contra categoria em Brasília.

Vereador defende gratuidade de pós-graduação para o magistério e criticou Benjamin Maranhão encabeçar a lista contra categoria em Brasília.

Zé defende pós-graduaçãoO vereador José Farias (PT) na sessão ordinária de terça-feira (27), no uso da tribuna da Câmara Municipal de Santa Rita defendeu com muita veemência o magistério da educação da Paraíba, e em especial o de Santa Rita, e condenou ação do deputado federal Benjamim Maranhão (SD) por encabeçar a lista de votação que pôs fim a gratuidade dos cursos de pós-graduação em universidades públicas em todo o Brasil.

O vereador e sindicalista que faz parte do magistério de Santa Rita afirmou que o professor do Brasil é tratado pior que marginal, perseguição e a cada ano que se passa é um verdadeiro tormento para conseguir um reajuste de míseros 10%, que é preciso paralisar as atividades além de ir para a rua reivindicar um aumento que autorizado pelo Mec, e agora terá de ser obrigado a pagar em uma universidade uma qualificação para formar os grandes doutores da vida que é uma das profissões que menos ganha no Brasil e que é desvalorizada, desabafou o vereador.

O parlamentar ressaltou ainda da revolta e indignação por ter recolocado o deputado Federal no cargo de deputado Federal com o seu voto na eleição de 2014, e ele, o deputado na primeira ação de votação da PEC 395/14, votou contra os professores s em se quer ouvir a categoria não só na Paraíba más em todo o Brasil, “Vamos esperar para o próximo pleito para que ele volte a Santa Rita e cobrar dele por que prejudicou professores a forçar a pagar uma qualificação que ganha pouco ao invés de criar incentivo para a categoria está forçando o magistério de todo o Brasil custear o que não pode, o vereador disse ainda justificou que a maioria das universidades particulares na maioria é de propriedade dos parlamentares, repudiou José Farias.

José Farias lembrou ainda que nos últimos quase três anos de administração em Santa Rita, o professor foi tratado pior que um animal e só não passou fome por que foi preciso ir ás ruas clamar a sociedade pelos seus direitos e explicar aos pais de alunos que o gestor não pagou seus salários e tirou seus direitos, e agora os deputados federais põe fim da gratuidade dos cursos de pós-graduação nas faculdades públicas que é mais um atentado a categoria que a a cada dia enfraquece a categoria e com certeza a qualidade do ensino pode vir a cair em todo o Brasil, defendeu o vereador José farias.

Lamartine do Vale, do Paraíba Urgente.