Vereador diz que Cartaxo declarou guerra à CMJP e alega que quem age 'na calada da noite' é bandido

Vereador diz que Cartaxo declarou guerra à CMJP e alega que quem age ‘na calada da noite’ é bandido

O vereador ainda questionou o fato de Cartaxo, enquanto deputado estadual, ter defendido emendas impositivas. (Foto: Walla Santos/ClickPB/Arquivo)

O vereador Bruno Farias criticou a fala do prefeito Luciano Cartaxo de que os vereadores mudaram o Regimento Interno e a Lei Orgânica do Município na ‘calada da noite’. Para o parlamentar, o gestor foi “bastante infeliz na declaração” divulgada nesta quinta-feira (29), pela rádio Arapuan FM.

Bruno disse que Cartaxo adotou tom agressivo. “Registro minha estupefação com as declarações do prefeito Luciano Cartaxo, que saiu do tom ameno que lhe é habitual, para ser agressivo com a Câmara Municipal, acusando os vereadores de agirem ‘na calada da noite’.”

O parlamentar argumentou que a Câmara da Capital é formada por cidadãos de bem e que quem age na ‘calada da noite’ são bandidos. “Foi, de fato, uma declaração muito infeliz já que a Câmara jamais agiu na escuridão, nas sombras. Quem age na ‘calada da noite’ são bandidos e acho que a Câmara é formada por homens e mulheres de bem, pessoas íntegras, com responsabilidade.”

O vereador disparou ainda que o prefeito será cobrado publicamente. “Como diz o ditado popular, quem disso cuida, disso usa. E o prefeito, se não se dá ao respeito, vai ser cobrado publicamente para respeitar o Poder Legislativo que, assim como o Poder Executivo, é um poder que representa o conjunto da sociedade pessoense.”

Bruno Farias também argumentou que a CMJP cumpriu todos os ritos sobre as emendas impositivas. “O prefeito foi bastante infeliz. Ele deve saber que a Câmara cumpriu todos os ritos. Foram feitas cinco leituras em cinco sessões diferentes. As emendas cidadãs foram votadas em dois turnos distintos e à unanimidade de vereadores que integram a Casa de Napoleão Laureano.”

O vereador ainda questionou o fato de Cartaxo, enquanto deputado estadual, ter defendido emendas impositivas. “Muito me estranha Luciano, que quando deputado estadual na Assembleia, apresentou projeto para aprovar emenda impositiva na Assembleia, hoje esteja contra a emenda impositiva da Câmara dos vereadores.”

Bruno afirmou que o prefeito gosta de emenda impositiva vinda de Brasília e que gestor declarou guerra contra a Câmara Municipal. “Ele gosta de emenda impositiva do Congresso quando os deputados federais e senadores trazem verbas lícitas, legais, para ajudar nas obras da Prefeitura Municipal de João Pessoa. Mas, infelizmente, agindo contra a cidade, contra o povo de João Pessoa, contra o Poder Legislativo, ele está se posicionando contra as emendas individuais. É uma lástima essa guerra que Luciano declarou abertamente contra a Câmara e contra seu povo.”

ClickPB