Vereador mais votado em CG é preso em desdobramento da Operação Famintos

Vereador mais votado em Campina Grande com quase cinco mil votos, Renan Maracajá (PSDC foi preso na manhã desta quinta-feira (22) em desdobramento da Operação Famintos. O vereador foi preso em casa, no bairro do Alto Branco e já foi para a sede da Polícia Federal em Campina.

Renan é apontado como integrante da organização criminosa investigada na Operação Famintos, deflagrada na , em Campina Grande e outras cidades. Segundo o juiz da 4º Vara Federal, Vinícius Costa Vidor, o parlamentar está envolvido com empresas beneficiadas no esquema que causou um prejuízo de R$ 2,3 milhões.

Na primeira vez como candidato em eleições, Renan Maracajá recebeu 4.977 votos, o que corresponde a 2,25% do total de votos válidos.

Entenda mais:

Operação Famintos 2ª fase: PF cumpre em Campina, 14 mandados de busca, 05 de prisão temporária e 03 preventiva

 

PB Agora