Vereador pede vista e adia afastamento de denúncia de prefeito interino de Bayeux

A Câmara Municipal de Bayeux iniciou a sessão ordinária desta quinta-feira (26), para apreciar a denúncia que envolve o prefeito de Bayeux Luis Antonio (PSDB), de um suposto vídeo que foi veiculado na mídia denunciado por um empresario que se diz vítima de extorsão pelo atual gestor e, que na sessão ordinária após lida a denúncia pelo primeiro secretário da casa que foi acatada pela Câmara Municipal a pedido dos partidos PRB e PR, o vereador José Heraldo Cunha o popular Lico pediu vista do processo que pedia o afastamento do prefeito de Bayeux para analisar com mais prudência e averiguar em tempo hábil a veracidade dos fatos.

Com isso, o presidente da Câmara Noquinha prosseguiu com a sessão ordinária e anunciou mais uma denúncia que chegou a casa de Severaque Dionísio que a Câmara Municipal vai averiguar e que na próxima sessão da próxima quinta-feira (31) será lida em plenário e os vereadores decidiram se acata ou não que envolve o prefeito Luis Antonio de corrupção.

A vereadora Dedeta no uso da tribuna elogiou a postura da Comissão Constituição e Justiça CCJ da casa pela sabedoria de no momento difícil que vive a cidade e muito oportuno pelo vereador Lico que pediu vista no processo de denúncia para averiguar e tomar uma decisão correta para não levar a cidade ao caos como aconteceu em Santa Rita, que no mento certo o parlamento vai acionar o conselho de ética e definir o futuro de Bayeux, disse a vereadora.

Lamartine do Vale