Vereador propõe ao superintendente Previdência de Santa Rita empréstimo consignado aos aposentados para salvar o fundo previdenciário

salvar umO vereador Anésio Miranda (PSB) de Santa Rita, na audiência Pública que debatia com o superintendente do Instituto de Previdência do Município, Cristiano Souto, sobre os investimentos naquela pasta previdenciária as metas e propostas para o plano plurianual entre os anos 2014 e 2017, que no ano de 2014 inicia uma previsão de começar arrecadar 42 milhões em 60 meses da parte dos servidores e 240 da parte empregadora, dos quais elencou que existe apenas pouco mais de 3 milhões no fundo de reserva de investimentos que estão aplicados em títulos sob risco e que os rendimentos não tem auferido lucro esperado pelo órgão.

Conforme essa afirmativa do agente previdenciário os investimentos que estão sob risco, o vereador Anésio Miranda de imediato no uso da tribuna sugeriu um empréstimo consignado que o próprio instituto realizasse operação financeira para obter lucros e beneficiassem os servidores com a própria arrecadação previdenciária dos quais, não ocorreriam riscos com os servidores pelos quais, seriam cobrados em débito automático ou em contra cheques, valorizando o fundo de previdência com o lucro dos próprios funcionários viabilizando o servidor não contrair empréstimo fora a juros altos,

Para o vereador Anésio Miranda seria mais sim uma forma de valorizar o fundo previdenciário do órgão capitalizando com sua própria contribuição e com esse empréstimo ao próprio funcionário vai valorizar o capital investido e cobrado dos funcionários e repassados ao órgão com lucro sem nenhuma perda que amanhã eles vão precisar quando se aposentar ou aqueles que dependem de uma pensão dos que ali passaram e contribuíram durante 35 anos, afirmou Anésio Miranda.

O superintendente Cristiano Souto disse ainda que as contas do órgão estão enxutas e que o maior problema hoje naquela casa previdenciária são os pedidos de licença á saúde do trabalhador, em que os investimentos são preocupantes e que medidas serão tomadas atrair recursos para capitalizar o fundo previdenciário para qualquer necessidade o trabalhador necessite.

De acordo com Anésio Miranda o instituto de previdência possui um rombo muito grande por parte das gestões passadas que arrecadavam e não repassavam a parte empregadora para o órgão, com déficit de 42 milhões, que serão contabilizados com  após 60 meses, que o atual saldo de 3 milhões oferecendo risco aos quase 500 aposentados que constituem o órgão e que este fundo foi criado para sobrevivência do órgão e segurar o servidor.

Cristiano Souto parabenizou pela iniciativa do parlamentar Anésio Miranda, em contribuir e conseguir salvar com uma proposta sólida que seria este empréstimo consignado pelo próprio órgão, que traria lucros garantidos e rentabilidade melhor que o governo federal, estamos  aguardando uma alteração da lei, para que podermos operacionalizar estes investimentos através da CONAPREVE, na oportunidade seria mais uma forma e opção para o dinheiro circular no município gerando lucro tanto para o órgão como tanto para os servidores, concluiu o superintendente do IPREV.

O vereador Anésio Miranda ressaltou que espera essa mudança no Ministério da Previdência, que os órgão municipais tenham  liberdade de opção de fazer investimentos sem riscos com  recursos dos servidores que instituto de previdência municipal  vão criar um critério do próprio órgão no ato de contrair o empréstimo sem que haja choque com empréstimos de outros bancos com o servidor, lembrou o parlamentar.

Lamartine do Vale, do Paraíba Urgente