João Pessoa 11/12/2018

Início » Destaque » Vereadores de Cabedelo baixam o nível e ‘bate-boca’ vai de ‘bagunceira’ a ‘imbecil’ e ‘bandido’

Vereadores de Cabedelo baixam o nível e ‘bate-boca’ vai de ‘bagunceira’ a ‘imbecil’ e ‘bandido’

A vereadora Graça Rezende usou a tribuna para reclamar do "denuncismo" do vereador José Eudes e a temperatura esquentou.

A sessão aconteceu nessa última terça-feira, mas o vídeo foi divulgado nesta sexta-feira (16). (Foto: Reprodução/Internet)

Vídeo que mostra o clima acirrado entre os vereadores de Cabedelo. Os parlamentares baixaram o nível esta semana e incluíram nos anais da Casa termos que vão de ‘bagunceira’ a ‘imbecil’ e ‘bandido’. O ‘bate-boca’ mais intenso foi protagonizado entre a vereadora Graça Rezende e o vereador José Eudes.

A sessão aconteceu nessa última terça-feira, mas o vídeo foi divulgado nesta sexta-feira (16).

A vereadora Graça Rezende usou a tribuna para reclamar do “denuncismo” feito pelo colega e a temperatura esquentou. A presidente teve que intervir várias vezes, pedindo para os vereadores tomarem água e respirar para acalmar os ânimos, mas no final teve que suspender a sessão.

A confusão teve início depois que os vereadores mencionaram o fato de Eudes ter o
presidente do PT de Cabedelo, Alexandro Batista de Lima, empregado em seu Gabinete na Câmara, ganhando um salário de R$ 4.500,00 por mês. Além dele, também consta a namorada do petista na folha.

ClickPB