Vereadores de situação e oposição votam pela manutenção da investigação da CPI que apura infração contra Reginaldo Pereira em Santa Rita - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Vereadores de situação e oposição votam pela manutenção da investigação da CPI que apura infração contra Reginaldo Pereira em Santa Rita

Câmara municipal - ppa e loaEm sessão bastante tumultuada e polêmica, com muito bate boca entre vereadores de oposição e situação na Câmara Municipal de Santa Rita, nesta quinta-feira ( 19), na casa de Antonio Teixeira, vereadores governistas se confundem na votação de julgamento que pedia pelo arquivamento da CPI contra o prefeito Reginaldo Pereira  e  acabam beneficiando a oposição ao executivo por unanimidade.

Ao concluir e completar 90 dias de investigação da Comissão Processante de apuração  (CPI), de  infração político administrativa contra o prefeito de Santa Rita, que foi instituída no dia 22 de outubro do corrente ano, tendo como presidente da comissão a vereadora Vanda de Vasconcelos e os vereadores Emerson Pereira e Severino Farias, apresentaram relatório  denunciando o prefeito Reginaldo Pereira responsabilizando pelos atos constatando que há indícios da prática de pelo menos dois atos definidos como infrações Político Administrativos por parte do Sr gestor.

O presidente da Câmara Joselito Carneiro deu início na sessão no processo de julgamento, que hora fora suspensa a sessão por várias vezes, levando assim uma sessão muito acalorada pelos parlamentares pela ansiedade na votação chegando assim a apreciação e votação a unanimidade pelo prosseguimento da comissão processante que os vereadores concederam  prazo de mais 90 dias para conclusão do inquérito que apura os atos sujeitos a cassação de mandatos pelo artigo 4º de infrações político administrativas, pela não promulgação da lei de diretrizes orçamentária e pelo que efetuou nomeação de diversos servidores sem previsão legal que definisse a existência de tal cargo.

O presidente Joselito Carneiro na sessão ordinária depois lida o perecer do relatório pelo presidente da comissão processante de apuração (CPI), colocou a matéria em apreciação pelos pares daquela augusta casa legislativa, aonde na oportunidade os vereadores entenderam e votaram a unanimidade pelo prosseguimento da denuncia por mais 90 dias, pelos quais, a sessão terminou com muita confusão pelo fato sob alegação da bancada governista que teriam votado pelo arquivamento do processo em favor do réu o prefeito Reginaldo Pereira (PRP).

Lamartine do Vale, do Paraíba Urgente.